33.8 C
Guanambi
26.2 C
Vitória da Conquista

Acumulado de chuva chegou a quase 150 mm em algumas localidades da Região de Guanambi

Mais Lidas

As chuvas volumosas enfim chegaram à Região de Guanambi, bastante castigada pela estiagem, com alguma localidades sem precipitações volumosas há quase onze meses. Desde o último domingo (17), a umidade começou a circular pela Bahia e os poucos as chuvas foram chegando nos locais onde ela era muito aguardada.

Por conta de problemas técnicos devido à falta de manutenção, tanto a estação meteorológica automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), instalada no aeroporto, quanto o pluviômetro automático do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas para Desastres Naturais (Cemaden), instalado em uma fazenda às margens da BR-030, não registraram as últimas chuvas em Guanambi.

No Centro da cidade, o pluviômetro da Agência Sertão registrou acumulado de 92 mm entre terça (19) e quinta-feira (21). No primeiro dia choveu 4 mm e nos outros dois dias foram registrados 44 mm em cada. Leitores da Agência Sertão que fazem medição das chuvas informaram que registraram entre 70 mm e 85 mm em outros pontos das cidade.

Fonte: Agência Sertão

No acumulado do período chuvoso, o volume é de 199 mm, incluindo a chuva atípica do fim de agosto. Este valor é bem inferior ao registrado no ano passado no mesmo período, que foi de aproximadamente 520 mm.

A temporada chuvosa passada também foi atípica, com volumes acima da média até meados de janeiro e estiagem antecipada a partir de fevereiro. À época, os volumes de chuva foram bastante irregulares, com maiores volumes na cidade e precipitações inferiores na zona rural.

Chuvas na região

Na Região, entre as cidades com monitoramento ativo pelo Cemaden, Licínio de Almeida registrou o maior acumulado, 148,2 mm. Logo em seguida vem Palmas de Monte Alto, com 90,8 mm e Igaporã, com 80,2 mm.

Chuvas em Licínio de Almeida

Também houve registro oficial em Candiba, com 76,8 mm, Tanque Novo, com 69,4 mm; Guajeru, com 68,8 mm; Rio do Antônio, com 60 mm; Ibiassucê, com 42,2 mm; Urandi, com 41,4 mm; e Iuiu, com 38,8 mm.

Além de Guanambi, os pluviômetros de Caculé, Carinhanha, Matina, Mortugaba e Riacho de Santana não funcionaram, ou captaram as chuvas somente de forma parcial.

Previsões

As previsões indicam que ainda pode voltar a chover na região pelo menos até este sábado (23), no entanto, os volumes esperados são bem menores do que os já registrados, embora algumas regiões possam receber alguns temporais vais volumosos.

No médio prazo, os prognósticos indicam que a chuva deve voltar à região entre os dias 30 e 31. A expectativa é de que o ano de 2024 comece chuvoso em boa parte da Bahia, com novos registros de volumes de chuva expressivos.

 

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas