32.1 C
Guanambi
25.9 C
Vitória da Conquista

Prefeitura de Guanambi adquire R$ 600 mil em silagem para distribuir a pequenos produtores

Mais Lidas

As chuvas voltaram à Região de Guanambi, no entanto, o problema da disponibilidade de alimentação para os rebanhos ainda deve persistir por mais algumas semanas.

Diante das consequências decorrentes da longa estiagem, com a grande mortandade de bovinos, equinos, caprinos e ovinos devido à falta de pastagem, a Prefeitura de Guanambi anunciou a compra imediata de 853 toneladas de silagem de milho, em caráter emergencial.

De acordo com o município, a compra a granel possibilitou baratear o custo, e o valor total de investimento é de R$ 596.728,80.

“Não dá para ver o sofrimento do nosso povo e não fazer nada. Temos o decreto emergencial e o amparo legal para fazer a ação, e estamos agindo em defesa dos criadores e do povo da zona rural, o homem do campo quer atitude e pressa dos homens públicos”, mencionou o prefeito Nal Azevedo.

A ração em silagem ensacada será distribuída para alimentação imediata de animais pertencentes aos pequenos proprietários em regime de agricultura familiar do município de Guanambi, que possuam pequenos rebanhos (até 30 animais) comprovados mediante apresentação da Ficha Sanitária Animal do ano 2023, emitido pela ADAB.

“Estamos mobilizando toda nossa equipe para agilizar essa distribuição o mais rápido possível. Estamos vendo o sofrimento do povo, o nosso prefeito Nal tem pressa, nós também e vamos fazer de tudo para que essa ração ajude a amenizar a situação dos criadores”, comentou o secretário Vanderlei Florêncio.

A distribuição será realizada no Galpão do Almoxarifado Municipal, situado a Rua Márcio Vinicius de Oliveira, s/nº, Guanambi, no Bairro Santo Antônio, ao lado da Secretaria de Assistência Social.

A Secretaria de Agricultura está organizando toda a logística para recebimento das primeiras cargas, o fracionamento do produto em sacos de 27 kg para entrega. Será comunicado em todos os meios de comunicação, como o criador deve fazer para ter acesso ao benefício.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas