27 C
Guanambi
19.9 C
Vitória da Conquista

Minas Gerais deve ter chuvas bastante volumosas nas próximas semanas

Mais Lidas

Deve chover bastante em todo o estado de Minas Gerais nas próximas semanas. As rodadas mais recentes dos principais modelos matemáticos de previsão do tempo estão indicando para alta probabilidade de um verão bastante úmido em todo o estado. A estação teve início à 0h27 da última sexta-feira (22), sucedendo uma primavera bastante atípica.

Tanto as previsões de curto prazo, quanto as de médio e longo prazo, indicam sequências de chuvas volumosas nas cidades mineiras. Em algumas regiões, as chuvas começaram no início da semana, principalmente o Norte e o Vale do Jequitinhonha, onde muitos municípios foram castigados pela estiagem e pelo calor excessivo durante toda a primavera.

As imagens dos mapas de precipitações sugerem formações de canais de convergência de umidade ocorrendo em sequência, canalizando sempre as nuvens mais carregadas para o estado. Regiões do Amazonas, Pará, Tocantins, Mato Grosso e Goiás também devem registrar acumulados acima da média, assim como áreas dos demais estados do Sudeste.

Mapa de precipitação até o fim de janeiro do ECMWF – weatherbell.com

Os mapas de anomalia climática indicam que pode chove mais que o dobro da média climatológica dos próximos 35 dias, com possibilidade de acumulados de até 500 milímetros (mm) em algumas áreas até o fim de janeiro.

Chuvas podem ser mais do que o dobro da média em janeiro.

Em menor proporção, a previsão também vale para as áreas de divisa da Bahia, onde os efeitos da estiagem também foram severos, com possibilidade de acumulados de até 300 mm na faixa de divisa entre os dois estados.

Vale ressaltar que os prognósticos de longo prazo têm menor índice de acerto, no entanto, o acompanhamento diário das rodadas dos modelos é fundamental para elaborar um prognóstico mais confiável e preciso ao longo dos próximos dias.

Chuvas abaixo da média

Por conta dos efeitos do El Niño e de outras condições climáticas, as chuvas ficaram abaixo da média na maior parte dos municípios mineiros. Em Belo Horizonte, a estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou menos da metade da climatologia para a primavera.

A situação se repete no interior, principalmente na metade norte, área mais afetada pelas condições geradas pelo fenômeno.

Veja também:

Semana do Natal deve ser de calor e chuvas podem voltar à Bahia antes do Ano Novo

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas