25.5 C
Guanambi
22.1 C
Vitória da Conquista

Sesi planeja abertura de escolas em Alagoinhas, Guanambi, Jequié, Salvador e Santo Antonio de Jesus

Mais Lidas

O Serviço Social da Indústria (Sesi Bahia) anunciou que pretende dobrar a oferta de vagas nas escolas da rede no estado. Dentre os investimentos para atingir a meta, está a implantação da Escola Sesi nos municípios de Alagoinhas, Guanambi, Jequié e Santo Antonio de Jesus. Salvador também poderá ganhar mais uma escola da rede.

Além das novas unidades, de acordo com a instituição, a nova Escola Sesi de Candeias, que há muitos anos funciona no Centro da cidade, em um prédio alugado, ganhará um espaço próprio ainda em 2024. O investindo é de R$ 25,3 milhões na escola, que será entregue no segundo semestre.

Em Jequié, as obras da Escola Sesi estão previstas para serem iniciadas este ano, com previsão de início das atividades letivas em 2026. Os investimentos somam R$ 38,8 milhões.

Nas cidades de Alagoinhas e Santo Antonio de Jesus, está prevista a construção de duas unidades integradas do Sesi/Senai, considerado um dos principais investimentos do Sistema Fieb fora da capital. Em Alagoinhas, a previsão é de realização das obras em 2025 e conclusão em 2026, totalizando R$ 60 milhões em investimentos, que inclui a chegada da Escola SESI ao município.

Atendendo a uma mobilização do empresariado industrial local de Santo Antonio de Jesus, que defende a implantação de uma unidade integrada do Sistema Fieb no município, o projeto, que contempla a construção de uma escola do Sesi, também entrou na lista de prioridades. A expectativa é de que as obras possam ser iniciadas em 2025 e concluídas no primeiro semestre de 2027.

Até 2027, a intenção do Sesi é também viabilizar a construção de uma Escola Sesi em Lauro de Freitas e até 2026, uma escola no município de Guanambi. A prefeitura de Guanambi fez a doação de um terreno de 7 mil metros quadrados para implantação da escola que terá capacidade para mil alunos.

Também está no projeto a implantação de mais uma escola na capital, em área ainda a ser definida, mas que atenda a critérios como densidade populacional e proximidade com áreas que concentram famílias de trabalhadores da indústria.

Plano de investimentos para dobrar a oferta de vagas

Com a oferta de cerca de 10 mil vagas de Ensino Fundamental II e Ensino Médio, nas 12 escolas da capital e interior do estado, a Rede SESI de Educação deu início ao ano letivo de 2024. Com unidades em Salvador, Candeias, Camaçari, Feira de Santana, Juazeiro, Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Ilhéus, Vitória da Conquista e agora também em Teixeira de Freitas, a Escola SESI deve dobrar sua capacidade de vagas até 2027. Para isso, novos investimentos na ampliação da rede estão programados.

O plano de investimentos na área de Sesi Bahia prevê um aporte de cerca de R$ 360 milhões nos próximos anos. Os investimentos também incluem a ampliação e melhorias em escolas da rede.

Maior rede privada de educação do estado, o Sesi adota uma metodologia focada no desenvolvimento das habilidades Steam (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática) e socioemocionais. Atividades pedagógicas como robótica educacional e iniciação científica também fazem parte do currículo dos ensinos fundamental e médio.

Além do ensino básico, a entidade também oferece a Educação de Jovens e Adultos, que é gratuita e tem cerca de 10 mil vagas por ano. O SESI também atua na educação continuada com a Escola SESI de Gestão em SST e Escola SESI Continuum, oferecendo cursos especializados voltados para as demandas de mercado em saúde e segurança no trabalho e formação de trabalhadores e profissionais de educação, respectivamente.

A meta do Sesi é chegar a 2027 com 20 mil vagas de ensino básico oferecidas em toda a Bahia. O ingresso no ensino básico se dá por meio de matrícula direta, mediante pagamento de mensalidade. As tarifas são subsidiadas para dependentes de trabalhadores da indústria, com descontos nas mensalidades com base na faixa salarial e inclui um programa anual de bolsas de estudos, concedidas a estudantes com renda familiar de até dois salários-mínimos.

“O Sesi tem o importante papel de disseminar a adoção de novas tecnologias pedagógicas e tem conseguido levar também para o interior estas boas práticas e novas formas de, por meio da robótica e da iniciação científica, contribuir para a formação das próximas gerações de pessoas para o mundo do trabalho. Ao eleger a educação como um dos focos prioritários de investimentos, a entidade quer reforçar a importância deste pilar para a nossa sociedade”, destaca Cléssia Lobo, superintendente de Educação e Cultura do SESI Bahia e diretora superintendente do SESI Bahia em exercício.

Ampliação da Rede

A principal entrega do Sesi para 2024 é a inauguração de uma escola do Serviço Social da Indústria (Sesi), no extremo-sul da Bahia. A Escola Sesi Maria Odília Teixeira, localizada em Teixeira de Freitas, iniciou as atividades letivas, oferecendo 260 vagas do 6º ano do Ensino Fundamental II até a 1ª série do Ensino Médio. A inauguração oficial da escola, que faz parte de uma unidade integrada Sesi/Senai, está prevista para ocorrer no dia 23 de fevereiro.

Na Região Metropolitana de Salvador, a Escola Sesi Candeias passa a ofertar o ensino médio, agora contando tanto com a 1ª quanto a 2ª série. Na cidade de Camaçari, a Escola Sesi Milton Santos também está ampliando o ensino médio, incluindo a 2ª série neste ano letivo.

Em Salvador, haverá ampliação de vagas na Escola Comendador Bernardo Martins Catharino, em Itapagipe, que passa a oferecer a 3ª série do Ensino Médio. A escola receberá nos próximos anos R$ 38 milhões em investimentos. Destinados à Estação Ciência e à implantação de um laboratório maker.

As demais escolas da capital são a Escola Sesi Reitor Miguel Calmon, no bairro do Retiro e a Escola Sesi Djalma Pessoa, no bairro de Piatã.

 

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas