33.8 C
Guanambi
26.2 C
Vitória da Conquista

Programa Vida no Trânsito será implantado em Barreiras, Feira de Santana, Guanambi, Vitória da Conquista e outras cidades

Mais Lidas

Na manhã desta segunda-feira, 4 de março, durante a inauguração do Hospital Ortopédico da Bahia, em Salvador, o governador Jerônimo Rodrigues autorizou a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) a promover ações do Programa Vida no Trânsito (PVT) em municípios com altos índices de acidentes.

A iniciativa é coordenada pelo Ministério da Saúde e conta com parceria entre estados e municípios. O programa tem como meta reduzir em 50% os óbitos por lesões em acidentes no trânsito, que são a principal causa de ocupação ortopédica no Brasil e na Bahia.

A ministra da saúde, Nísia Trindade, esteve no evento e ressaltou a importância da educação para o trânsito, principalmente entre os motociclistas. Na Bahia, 17 municípios foram selecionados para aderir ao programa.

As cidades de Alagoinhas, Ilhéus, Jequié, Capim Grosso, Santo Estevão e Teixeira de Freitas já contam com ações do PVT. As novas cidades inclusas são Barreiras, Camaçari, Eunápolis, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Juazeiro, Lauro de Freitas, Paulo Afonso, Santo Amaro e Vitória da Conquista. Todas estão em processo de adesão.

“Esse hospital passa a ser uma grande referência para o tratamento cirúrgico, ortopédico, a reabilitação de uma forma muito integrada. Quero também elogiar a integração, a assistência, a pesquisa e o ensino. Muito da inovação do SUS vem da assistência. É um momento de esperança e de avançarmos mais ainda no SUS. Com esse grande complexo hospitalar ligado à pesquisa e ensino, nós treinamos também a atividade de educação no trânsito para os trabalhadores que usam a motocicleta como o seu meio de trabalho, para as crianças. Então, eu quero elogiar a secretária Roberta, o governador Jerônimo por esse trabalho integrado”, declarou a ministra.

Programa Vida no Trânsito

O Programa Vida no Trânsito é uma iniciativa do Governo Federal do Brasil para reduzir lesões e mortes no trânsito, conforme proposto pela Década de Ação pela Segurança no Trânsito. No nível federal é coordenado pelo Ministério da Saúde em parceria com outros Ministérios e Órgãos do Governo Federal. Nos níveis estadual e municipal é existem coordenações locais, compostas por equipes de secretarias e departamentos das áreas de trânsito, saúde, segurança pública, mobilidade urbana, educação, entre outros.

Entre os benefícios diretos estão a redução significativa de lesões e mortes no trânsito em grande parte das localidades que implementam a metodologia, articulação intersetorial, integração e qualificação de dados de múltiplas fontes de dados de acidentes de trânsito (como segurança pública, atendimentos de resgate, internações hospitalares e registros de óbitos, entre outros).

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas