21 C
Guanambi
14.3 C
Vitória da Conquista

Mais de 2,3 mil toneladas de itens agrícolas foram produzidos em 2023 em projeto irrigado da Codevasf no Norte da Bahia

Mais Lidas

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) informou nesta quarta-feira (24) que os projetos de irrigação Curaçá, Mandacarú, Maniçoba, Salitre e Tourão, localizados no Norte da Bahia, produziram, em 2023, cerca de 2,3 mil toneladas de itens agrícolas. Entre as culturas, os destaques foram manga, cana-de-açúcar e uva.

De acordo com a Codevasf, com 981 produtores – a maioria familiares –, os projetos irrigados registraram um valor bruto de produção (VBP) de R$ 1,1 bilhão, com uma área cultivada de 31,7 mil hectares. Os dados são do balanço de produção da Área de Irrigação e Operações da Companhia, que contabilizou, ainda, a marca de 90 mil empregos gerados – diretos, indiretos e induzidos – no período.

“Os projetos irrigados da Codevasf em Juazeiro são os grandes responsáveis pela transformação socioeconômica de toda a região. Os números são fantásticos em termos de produção, valor bruto de produção e geração de emprego. Esse resultado é extremamente gratificante, pois evidencia que investimentos dessa natureza transformam a vida das pessoas, geram emprego e renda, melhoram a qualidade de vida do homem do campo e diminuem as desigualdades sociais”, avalia o superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Miled Cussa Filho.

O relato do produtor Edson Gomes, irrigante no projeto Salitre, em Juazeiro, confirma a importância dos projetos irrigados para a região. “Iniciei a minha experiência profissional na área com o plantio de uva, há cerca de 10 anos. Atualmente, já ampliei o negócio com o cultivo de banana. O Salitre foi uma oportunidade pra mim e pra outros que, como eu, chegaram aqui na região para investir. A partir dessa atividade econômica, tive várias conquistas profissionais e pessoais”, explica.

Balanço total dos projetos de irrigação

A produção dos projetos públicos de irrigação mantidos pela Codevasf ao longo do vale do São Francisco alcançou em 2023 a marca de 4,11 milhões de toneladas de alimentos. Houve crescimento de 4% das áreas cultivadas, que sustentaram 343,2 mil empregos diretos, indiretos e induzidos. No período, o VBP chegou a R$ 5,48 bilhões, com destaque para a fruticultura.

No total, em 2023 foram produzidas 71,8 mil toneladas de alimentos a mais do que em 2022. De acordo com análise da Codevasf, o aumento da produção foi bem distribuído entre as culturas e os projetos de irrigação. As principais culturas, em termos de VBP, foram uva, manga e banana.

Em relação à área cultivada nos projetos de irrigação da Codevasf, em 2023 foi registrado um crescimento de 4%. No total, foram cultivados 120,8 mil hectares, nos quais atuaram 16 mil produtores. Em relação ao ano anterior, foi registrado aumento de 4,1 mil hectares.

O aumento verificado no VBP foi da ordem de R$ 914 milhões. Segundo analistas da Codevasf, isso é resultado da alta nos preços médios das culturas da uva e da manga. Como essas culturas têm grande representatividade dentro dos projetos públicos de irrigação mantidos pela Companhia, a variação no preço impacta fortemente o VBP total.

O maior aumento no VBP foi verificado no projeto público de irrigação Nilo Coelho, localizado entre os municípios de Petrolina (PE) e Casa Nova, no polo de irrigação Petrolina/Juazeiro. O crescimento do VBP na área foi da ordem de R$ 700 milhões. Outros projetos irrigados que se destacaram foram Maniçoba e Curaçá, situados em Juazeiro, que registraram aumento de R$ 140 milhões e R$ 82 milhões, respectivamente.

Os projetos de irrigação da Codevasf também possuem atividades de pecuária e aquicultura, que alcançaram produção de 14 mil toneladas com itens como peixes, leite, carne e camarão. O VBP alcançado nessa categoria foi de R$ 76,8 milhões, com destaque para projetos localizados no oeste da Bahia, em Sergipe e em Alagoas.

No total, a Companhia mantém 39 Projetos Públicos de Irrigação. São 29 projetos em produção implantados e mantidos pela Codevasf em Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas, além de outros dez projetos implantados pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) na década de 1990, onde produzem famílias que residiam na área onde se formou o lago da usina hidrelétrica de Luiz Gonzaga (PE). Esses projetos são identificados conjuntamente como Sistema Itaparica e estão localizados entre Pernambuco e Bahia.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas