Tiago Marques | Redação 96FM | Fotos: cotidianopolicial.com

Centenas de pessoas foram às ruas de Correntina, no Oeste do Estado,  protestar contra o uso desenfreado das águas dos rios do Município na irrigação de grandes empreendimentos agrícolas. Na internet, um abaixo assinado já teve a adesão de quase 2 mil pessoas. As águas dos afluentes  do rio Corrente estariam sendo usadas indiscriminadamente por grandes empresas.

vianorte post

 Os manifestantes alegam que a vazão dos rios do Oeste, em especial o Rio das Éguas, caiu drasticamente nos últimos anos, em virtude do uso desenfreado da água em projetos de irrigação da Sudotex,  do empreendimento holandês Agro Brasil, da Barra Velha/Mizote e da Universo Verde, controlado por chineses.

12189995_326400980863990_5487969711256716444_n

No documento intitulado “Decreto do Povo Correntino”, os manifestantes denunciam a grilagem de terra, o modelo de irrigação em pivôs que usa grande quantidade de água e o uso de 120 carretas de agrotóxicos por ano no Oeste Baiano, poluindo os mananciais. Eles pedem a suspensão imediata das outorgas destes empreendimentos e a criação do Parque Nacional (Velha da Galinha) para a proteção do município de Correntina e bacia do Rio Corrente.

11027474_326400997530655_8401069498237246912_n

O Oeste Baiano é um dos principais celeiros agrícolas do país. O município vizinho à Correntina, São Desidério ocupa o primeiro lugar no ranking dos municípios brasileiros com produção agrícola de maior valor. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade baiana alcançou a marca de 525,4 mil hectares de área plantada em 2014 e elevou em 33% o valor das colheitas, em relação a 2013, chegando a R$ 2,3 bilhões.

Sketch Post

O rio Corrente

rio corrente
Rio Corrente – Foto: itti.org.br

O rio Corrente é um rio brasileiro do estado da Bahia, possui aproximadamente 120 km de extensão entre a confluência dos seus formadores, os rios Formoso e Correntina (ou das Éguas), e a sua foz no rio São Francisco. Sua largura média é de 80 metros.

Os formadores do rio Corrente são provenientes de uma região com altitudes entre 800 e 900 metros na divisa entre Bahia e Goiás, chamada Espigão Mestre. A confluência dos formadores ocorre a 7 km, aproximadamente, da cidade de Santa Maria da Vitória, neste local a altitude é de 450 metros. A foz no rio São Francisco está localizada a uns 40/50 quilômetros abaixo (ao norte) da sede do município de Bom Jesus da Lapa e possui altitude média de 436 metros.

A bacia hidrográfica do rio Corrente possui aproximadamente 35.230 km² e está localizada inteiramente no estado da Bahia, entre as bacias do rio Carinhanha e do rio Grande, mais especificamente entre as latitudes 12º45′ e 14º50′ Sul e as longitudes de 43º20′ e 46º15′ Oeste.  (Wikipedia)

Manifestações em defesa do Rio Correntina concentra no Ranchão. A população aproveitou para abraçar o rio e decretar:Vídeo: Denilson Neves da SilvaDecreto do Povo CorrentinoO povo correntino, no uso dos direito garantidos na Constituição da República Federativa do Brasil, em especial o parágrafo único do seu art. 1º, e,CONSEIDERANDO que as ações atrópicas têm influenciado em muito para o processo de aquecimento global, dentre os quais se destacam os desmatamentos;CONSIDERANDO que o Cerrado é o sistema biogeográfico mais antigo da América do Sul e que se encontra em seu clímax evolutivo;CONSIDERANDO a magnitude dos mega empreendimentos que ora estão chegando para os municípios do Oeste baiano, em especial Correntina, notadamente: Mizote; Desvio do Rio Guará; Sudotex; Agro Brasil (holandeses) e Universo Verde (chineses);CONSIDERANDO que a vazão dos rios do Oeste, em especial o Rio das Éguas, caiu drasticamente nos últimos anos, sem perspectivas de retorno às vazões anteriores;CONSIDERANDO os modelos de irrigação adotados nos gerais, especialmente o pivô central, que são capazes de gastos intrigantes;CONSIDERANDO que no Oeste chegam 120 grandes carretas de veneno mensalmente para ser derramadas em nossos rios;CONSIDERANDO que as gerações de agora e do porvir têm direito a um ambiente saudável e equilibrado;CONSIDERANDO que o meio ambiente é direito difuso, podendo qualquer pessoa lutar por ele, DECRETA:Art. 1º – Fica decretada a suspensão imediata de todas as autorizações de supressão vegetal e outorgas d’água para o mega empreendimento Sudotex, e todos os demais de mesma proporção do município de Correntina;Art. 2º – Fica decretada a criação do Parque Nacional (Velha da Galinha) para a proteção do município de Correntina e bacia do Rio Corrente;Art. 3º – Fica decretado o fim da permuta de reserva legal obrigatória e esta será fixada dentro do perímetro de cada propriedade/fazenda em Correntina e Bacia do Rio Corrente;Art. 4º – Ficam terminantemente proibidas a mutreta, a pistolagem, a grilagem de terras públicas e a invenção de falsas escrituras;Art. 5º – Fica decretada a imediata instauração de Ação Discriminatória Administrativa Rural em todo o município de Correntina e na Bacia do Rio Corrente;Art. 6º – Fica decretada a imediata suspensão de todas as outorgas e licenças concedidas por quaisquer órgãos do Município, do Estado e da União aos mega projetos: Sudotex (no Rio das Éguas), Desvio do Rio Guará; Desvio do Rio Arrojado (Agro Brasil – holandeses); empreendimento Barra Velha/Mizote; e Universo Verde (chineses);Art. 7º – Fica decretado o fim da exportação de commodities (água doce sob a forma de grãos);Art. 8º – Fica decretada a moratória geral e irrestrita para o Cerrado da Bacia do rio Corrente e Oeste Baiano;Art. 9º – Fica decretada a criação do Fórum Permanente de Meio Ambiente, onde o povo correntino tomará em suas mãos o seu destino, especialmente no que tange as questões de política ambiental, social, econômica e cultural;Art. 10 – Este decreto entra em vigor nesta data e será reeditado por quantas gerações assim o quiser, garantido a vida da atual e das futuras gerações.Correntina – BA, 06 de novembro de 2015.

Posted by Denilson Neves da Silva on Sábado, 7 de novembro de 2015

Deixe uma resposta