Reprodução
Anúncio

Joana Martins | Agência Sertão 

O sol escaldante é característica típica do semiárido baiano. O outono já avança e as temperaturas continuam altas em Guanambi, sem contar que a exposição ao sol pode trazer sérias complicações para a saúde. O câncer de pele, por exemplo, é uma das principais e mais graves doenças que podem acometer pessoas que não tomam os devidos cuidados durante a exposição solar.

A dermatologista Maria Eugênia faz importantes alertas quanto aos cuidados com a pele. s
Segundo ela, na cidade, é alto o número de pessoas com câncer de pele. “Guanambi, assim como todo o Brasil e o mundo, tem o câncer de pele não melanoma no ranking dos tumores malignos diagnosticados. Muitos pacientes desconhecem a importância do diagnóstico precoce e o quanto a dermatoscopia (exame) durante a consulta com o dermatologista pode evitar problemas mais sérios futuramente”, comenta.

De acordo com a dermatologista, todos os moradores de Guanambi e cidades com as mesmas características climáticas devem se hidratar constantemente, usar roupas leves, chapéus ou bonés, pois a luminosidade na região é forte. “Não usar a devida proteção solar diária e ficar exposto ao sol, representam maior risco de gerar câncer de pele”, esclarece. A médica afirma ainda que não existem estatísticas ligadas com a faixa etária e recomenda o inicio da  prevenção logo cedo. “Os cuidados são iguais para qualquer faixa etária. Mas, o protetor solar só está indicado a partir dos 6 meses de idade”. No entanto, ela lembra a importância em consultar o médico dermatologista para saber qual melhor protetor solar indicado para cada tipo de pele.

Em Guanambi ainda não existe um hospital que ofereça o tratamento para o câncer.  Segundo o secretário de saúde do município, André Moitinho, através da Central de Regulação, todos os pacientes são atendidos na Polimeg, e em casos de pacientes diagnosticados com câncer de pele, são encaminhados através do Tratamento Fora do Domicílio (TFD) para a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia com Serviços de Radioterapia (Unacon), para o Serviço de Assistência Médica e Urgência S.A (SAMUR), ambos na cidade de Vitória da Conquista ou para o Hospital Aristides Maltez, em Salvador. O Governo do Estado já anunciou que irá abrir uma unidade da Uancon em Caetité.

O tratamento do câncer de pele pode ser feito através do uso de medicamentos, cirurgia, radioterapia ou quimioterapia. Mas, quanto mais cedo for iniciado o tratamento, maiores as chances de cura. Como prevenção é indicado a realização do autoexame de pele, que consiste em observar se há alguma mancha, lesão, ferida, sinal ou pinta que apresente modificação. É importante também, examinar a palma das mãos, os vãos entre os dedos, a sola dos pés e o couro cabeludo.

Anúncio

Deixe uma resposta