24 C
Guanambi
19.4 C
Vitória da Conquista

Comercialização de lâmpadas incandescentes estará proibida a partir de 30 junho no Brasil

Mais Lidas

A comercialização de lâmpadas incandescentes estará proibida a partir de 30 junho no Brasil, conforme determina portaria interministerial publicada em 2010. O objetivo é reduzir o consumo de energia e a fiscalização será realizada pelo Instituto Nacional Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Quem desobedecer à portaria será multado.

Segundo o Inmetro, uma lâmpada fluorescente compacta economiza até 75% no consumo de energia em comparação à lâmpada incandescente de luminosidade equivalente. Se a opção for uma lâmpada LED, a economia sobe para 85%.

Em 2012 foi proibida a venda de lâmpadas incandescentes com potência acima de 150 watts (W). Depois, foi a vez das lâmpadas entre 60W e 100W, em 2013. No ano seguinte, foram proibidas lâmpadas de 40W e 60W. A partir de 30 de junho, a proibição será completa com as lâmpadas inferiores a 40W.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas