A Associação de Surdos de Vitória da Conquista (ASVC), no sudoeste baiano, entrou com uma ação no Ministério Público (MP), contra o prefeito Herzem Gusmão (PMDB), nesta segunda-feira (25).

Segundo Magno Gama, presidente da ASVC, Herzem teria “humilhado” a comunidade representada pela Associação de Surdos ao declarar que os surdos não teriam condição de aprender a escrever a língua portuguesa. “Você precisa respeitar nossos direitos como seres humanos. Isso é uma humilhação”, declarou Gama, em fala interpretada durante sessão desta segunda-feira na Câmara de Conquista.

O presidente da associação citou a Lei 13146/2005 ao falar do direito de processar o prefeito de Conquista por suas declarações. Segundo um site local, a Associação esteve presente na audiência sobre políticas públicas de inclusão a portadores de necessidades especiais pela manhã, e à tarde protocolou ação contra Herzem no MP. O líder da ASVC cobrou mais oportunidades para a comunidade. “Eu quero voz, eu quero concurso público, quero aprender português, quero estudar”, afirmou.

Agência Sertão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui