Reprodução
Anúncio

Joana Martins | Agência Sertão

No Brasil, o maior receio dos pais quando seus filhos usam a internet é que eles sejam vítimas de um adulto “mal-intencionado”. A maioria deles, porém, não impõe qualquer restrição aos filhos no uso da rede mundial de computadores.

Segundo informações  de uma pesquisa inédita feita pela organização Nacional não Governamental SaferNet, em parceria com o Ministério Público Federal, os principais riscos do uso da internet por crianças e adolescentes são os acessos a conteúdos inapropriados para a idade, como pornografia, a exposição da privacidade em redes sociais, o cyberbulling e a exposição da intimidade, principalmente na adolescência.

Uma pesquisa divulgada em 2017 pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil mostrou que 87% das crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos têm perfil em redes sociais, e 68% acessam a internet mais de uma vez por dia. Segundo o estudo TIC Kids Online Brasil, 11% dos entrevistados  entre 9 e 17 anos de idades acessaram a internet pela primeira vez antes dos 6 anos de idade.

A psicologa e pedagoga Danielle de Carvalho Pereira Santana,  explica a importância do apoio e supervisão dos pais no mundo virtual. “A dependência da internet surgiu como um novo transtorno psiquiátrico do século XXI e consequentemente à necessidade de alertar os pais e a população sobre o uso  abusivo da internet”, diz a psicologa. “O excesso do uso da internet reflete nas áreas familiares, sociais e escolar de um adolescente. Em alguns caso também na saúde física”. explica a psicologa.

A psicologa também ressalta que é dever dos adultos orientar os adolescentes. “Os pais e responsáveis são os encarregados de cuidar  e orientar sobre a melhor forma de utilizar a internet. É necessário ter consciência que tudo aquilo que acontece no mundo real também acontece no mundo virtual “, esclarece  Carvalho.

Para alguns, o acesso à internet e às redes sociais é uma das formas de passar o tempo. “Eu uso a internet para jogar, ver vídeos no Youtube e conversar  com meus amigos. E dificilmente, uso para estudar”, diz o adolescente L.F.S.N de 13 anos. Atualmente o uso abusivo  da internet é comum entre diferentes idades e começa desde cedo.

Anúncio

Deixe uma resposta