Reprodução

A 19ª edição do Big Brother Brasil ainda nem estreou e já é o centro das conversas na internet, e fora dela, por conta de polêmicas envolvendo seus participantes. Neste sábado (12), o anúncio da desclassificação de um dos selecionados, o lutador Fábio, colocou mais força nos burburinhos sobre o programa.

No site oficial do BBB, uma breve nota anunciou a desclassificação do gaúcho. O motivo, porém, ficou em aberto: “A Globo tomou conhecimento hoje, sábado, 12/1, de fatos relacionados ao participante, avaliados como inadequados ao perfil dos competidores conforme o regulamento do programa. Fábio não será substituído”. Sendo assim, o reality estreia na próxima terça (15) com 17 participantes.

O lutador de MMA não havia informado a emissora durante a fase seletiva que era patrocinado por uma marca de roupas de ginástica antes de ser confirmado no casting da nova temporada e teve seu contrato rescindido. A Globo teria se sentido traída pelo participante, já que quando ele usasse roupas esportivas dentro da casa, faria uma espécie de publicidade disfarçada, ou indireta para a marca.

Após o anúncio de todos os escolhidos para esta edição, os nome de alguns deles já pipocaram em meio a polêmicas. Vanderson foi acusado, por uma ex-namorada, de agressão física; e Alan teve alguns tweets antigos resgatados e foi acusado de racismo e machismo.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui