Reprodução

Dois trabalhadores rurais foram resgatados por representantes do Ministério Público do Trabalho da Bahia (MPT-BA), em situação semelhante ao trabalho escravo, em uma fazenda localizada no município de Serra Preta, distante a cerca de 155 km de Salvador.

O caso ocorreu na segunda-feira (18). Os lavradores foram levados para a cidade de Feira de Santana. De acordo com o órgão, uma força-tarefa foi realizada no local, após denúncias, e os trabalhadores foram achados em situação degradante. Eles viviam em barracos instalados na propriedade rural, completamente insalubres e sem condições mínimas de higiene e conforto.

O MPT informou ao G1 que os dois resgatados viviam em um barraco que não tinha água, eletricidade, e nem proteção contra chuva ou presença de animais. Além disso, os lavradores tinham que pagar por botas, facões e todo o material que usavam para roçar a terra, fazer reparos nas instalações das fazendas e outros serviços.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui