Imagem de Divulgação do Festival 2019
Reprodução / Redes Sociais

O primeiro final de semana do mês de abril será agitado em Guanambi. No sábado (06), acontecerá a 4ª edição do Festival Grito.

No Brasil, o Grito já está na 13ª edição. Em Guanambi o evento começou no dia 30 de março com o Grito Poético, evento feito em parceria com o Coletivo IrSendo. O Grito Poético teve apresentações de dança, poesia, performances e shows com DJ Larissa, Gueto Nu, A Folha e D’Lorean.

Segundo Jackson Nascimento, conhecido “Jaquetão”, um dos organizadores do evento, “O rocK’ que durante anos esteve no nome, norteava mas não limitava o evento. Em suas várias edições, o festival passou a ser plural, englobando várias linguagens artísticas e estilos musicais, e por conta disso houve a troca do nome em todo o mundo para ‘Festival Grito”, comenta.

Colabore

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e ganhe recompensas exclusivas, saiba mais!

A grade de atrações é composta por cantores da terra, como também de bandas das cidades vizinhas. A programação começa às 19h no estacionamento da Prefeitura Municipal com shows das bandas: Maligna (Guanambi), Thrashard (Vitória da Conquista), Cesta Básica (Santa Maria da Vitória), Godslayer (Guanambi) e Jacau (Itabuna). Haverá também exposições de artes.

Jackson disse ainda que o evento seria nos dias 05 e 06 de abril, mas devido problemas com repasses financeiros, várias bandas tiveram que ser canceladas e o evento reduzido para apenas um dia. “Cada ano que passa se torna mais difícil realizar o Grito, já que a iniciativa privada não demonstra interesse em apoiar eventos públicos e que tenham cunho mais cultural, restando poucos parceiros nesse setor” afirmou o idealizador do evento.
Em seguida, ressaltou que para o ano irão tentar tornar o Grito um evento oficial do calendário do município através de um de projeto de lei de iniciativa popular.

Atualização

A organização do evento divulgou na manhã desta sexta-feira(05), o cancelamento do evento. Segundo a nota, essa é a primeira vez que tiveram que cancelar um evento às vésperas da realização, e que estão há mais de 10 anos na cena underground do município.

Confira na íntegra a nota emitida pela organização do Festival Grito de Guanambi 

*Atualizado às 14:07 do dia 05 de abril para atualização

Deixe uma resposta