A Bahia Mineração (Bamin) emitiu uma nota nesta quinta-feira (6) após a manifestação ocorrida em Guanambi contra a construção da barragem de rejeitos do Projeto Pedra de Ferro. Na nota enviada à Agência Sertão, a empresa reiterou que tem investido em projetos com altos níveis de segurança, superando as exigências legais.

A empresa disse ainda que confia no processo de licenciamento e estudos realizados na escolha do método, local, controles e monitoramentos para a instalação da barragem.

Segundo os organizadores e a Polícia Militar, cerca de sete mil pessoas foram às ruas no protesto que começou na Praça da Igreja Matriz e seguiu até o escritório do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), no bairro Brindes.

ColaboreSe você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante. Saiba como! .

A Bamin informou ainda que respeita o direito de manifestação da comunidade e que continua à disposição para o diálogo.

Veja a nota:

Em atenção a movimentação ocorrida na manhã desta quinta-feira (06), em Guanambi, sobre o projeto Pedra de Ferro, a BAMIN informa que respeita o direito de manifestação da comunidade e reitera que investe constantemente em projetos com altos níveis de segurança, que superam os índices indicados pelas normas nacionais e internacionais. A Companhia afirma também que segue confiante em todo o processo de licenciamento e estudos realizados na escolha do método, local, controles e monitoramentos para a instalação da barragem. A BAMIN continua à disposição para o diálogo com todos os envolvidos no processo.

um comentários

Deixe uma resposta