Imagens da câmera de segurança de uma casa na cidade de Ibotirama, no oeste da Bahia, flagraram o momento em que policiais de uma guarnição da Polícia Militar agrediram pessoas de uma mesma família e invadiram a residência onde elas moram.

O caso aconteceu no dia 5 de julho e foi registrado na Corregedoria da Polícia Militar, em Salvador, e na 28ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) do município. Nesta terça-feira (23), o G1 conversou com Alisson Miranda, uma das vítimas, que contou os momentos que a família passou durante a ação policial.

Alisson, que tem 23 anos e é agente administrativo de um hospital da região, conta que foi abordado por um policial identificado como Gutembergue Marques, na tarde do dia 5 de julho, enquanto estava na própria motocicleta, conversando com uma amiga na frente da casa dela.

“A viatura da Polícia Militar veio com tudo para cima de mim, [os policiais] mandando eu colocar a mão na cabeça. Fiz o que eles pediram. Logo em seguida me chamaram de vagabundo, me dando socos e chutes, inclusive machucaram meu pé… eles não pediram, em nenhum momento, minha habilitação, o documento da moto, nada. Simplesmente vieram para me humilhar. Perguntaram onde estava meu carro, como se fosse roubado, como se fosse um carro errado, que não era dentro da lei””, conta Alisson.

Em nota, a PM informou que o Comando de Policiamento da Região Oeste (CPRO) determinou que o policial militar acusado de agressões e invasão à residência cumpra expediente administrativo. Com isso, continua a nota, ele foi retirado do serviço operacional enquanto tramita a apuração dos fatos.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Vídeo e reportagem completa no G1

um comentários

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui