Reprodução

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) denunciou à Justiça dois ex-coordenadores do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran), das cidades de Brumado e Livramento de Nossa Senhora, por fraude no emplacamento de carros de luxo roubados.

Além dos ex-coordenadores, dois agentes particulares também foram denunciados pelo MP-BA, por oferecer a vantagem indevida a funcionários públicos.

O caso foi divulgado pelo MP-BA na quarta-feira (28), e as investigações apontam que a fraude pode ter movimentado mais de R$ 2,5 milhões.

De acordo com o órgão, os quatro denunciados são suspeitos de associação criminosa para inserir dados falsos em sistema informatizado da administração pública de forma continuada.

Segundo o MP-BA, a prática era feita para dar aparência de legalidade de pelo menos cinco veículos de luxo roubados.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Conforme as apurações do órgão, os ex-coordenadores facilitaram e determinaram a seus subordinados a inserção dos dados falsos no sistema do Detran, entre novembro e dezembro de 2018.

O MP-BA detalhou também que dois dos automóveis foram emplacados após pagamento de suborno efetuado pelos dois agentes particulares.

Na denúncia, o Ministério Público pediu que a Justiça determine a indisponibilidade de bens dos quatro suspeitos, no valor de R$ 911.880.

Via G1

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui