A Prainha, na zona oeste do Rio, voltou a conseguir o certificado de Praia Bandeira Azul. É a única praia do município do Rio a ter a certificação. Um júri internacional responsável por atestar a qualidade de praias, marinas e embarcações de turismo ao redor do mundo, reunido em Copenhagen, na Dinamarca, aprovou o título.

A coordenadora nacional do Programa Bandeira Azul, Leana Bernardi, encaminhou ofício à prefeitura do Rio, informando a concessão do certificado para 2019/2020. A prefeitura do Rio tem prazo até 15 de dezembro para hastear a Bandeira Azul na Prainha.

A certificação de Praia Bandeira Azul é concedida mediante exame de 34 critérios pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE), avaliados em duas etapas, por um júri nacional e uma banca de especialistas internacionais.

Os critérios avaliados pela fundação para a certificação estão divididos em quatro temas: qualidade da água, gestão ambiental, segurança, e educação ambiental. Todos os temas devem convergir para um ponto comum: a sustentabilidade. As exigências mínimas são de que a praia apresente areia e mar limpos, um programa de cuidados com o meio ambiente, controle de construção de edificações no entorno e equipamentos para garantir a acessibilidade.

A Prainha é a única praia certificada do Rio desde a temporada de 2010. Perdeu a chancela apenas no final do ano passado porque o Rio perdeu o prazo para apresentação dos registros de qualidade da água, feitos pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A Fundação para a Educação Ambiental aprovou o certificado de Praia Bandeira Azul para 14 praias no Brasil. No estado do Rio, além da Prainha, a Praia do Peró, em Cabo Frio, ganhou a qualificação.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Pequena dimensão

A praia tem pequenas dimensões, com 150 metros de uma estreita faixa de areia. Ela fica localizada na zona oeste do Rio, depois da Praia da Macumba, na Área de Proteção Ambiental (APA) de Grumari, entre os bairros de Grumari e do Recreio dos Bandeirantes.

A Prainha é protegida pelos morros e pedras que a cercam e coberta por vegetação de Mata Atlântica nativa, tem areias claras, águas cristalinas, um manancial de água doce, além de ondas usadas para a prática do surf.

Na Prainha tem serviços disponíveis de lanches, petiscos e bebidas vendidos nos quiosques da região.  A chegada ao local é restrito e apenas um número reduzido de carros pode estacionar no acesso à praia. Durante a semana, o acesso é mais fácil.

Bandeira Azul

Além da Prainha, poucas praias conseguiram a certificação de Bandeira Azul no país. Em São Paulo, a Praia do Tombo, no Guarujá. Na Bahia, a Praia da Ponta de Nossa Senhora do Guadalupe, em Salvador, e a Praia de Guarajuba, em Camaçari. No Ceará, a Praia da Malhada, Jijoca de Jericoacoara.

Em Santa Catarina, a Praia da Lagoa do Peri, em Florianópolis, a Praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú, a Praia do Estaleirinho, também em Balneário Camboriú, a Praia de Piçarras, em Balneário Piçarras, a Praia de Quatro Ilhas, em Bombinhas, a Praia de Mariscal, também em Bombinhas, a Praia da Saudade (Prainha), em São Francisco do Sul, e a Praia Grande, em Governador Celso Ramos.

Edição: Fábio Massalli

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui