Agência Sertão

Em protesto contra a redução no valor da bolsa-salário, estudantes residentes na área da saúde, como os Fisioterapeutas, Nutricionistas, Odontologistas e Enfermeiros pararam as atividades nesta quinta-feira (05) em Guanambi.

Estudantes das cidades de Una, Bonito, Dom Basílio, Bom Jesus da Lapa e Mairi também então em protesto conta a redução do auxílio e não estão realizado as atividades hoje.

De acordo com as informações dos residentes, a redução da bolsa-salário aconteceu após o aumento da alíquota do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sob a lei da Reforma da Previdência, que passou de 11% a 14%. Esse aumento teria gerado um prejuízo para os residentes.

Segundo a reportagem da TV Sudoeste, os residentes desenvolvem um processo formativo em Saúde da Família pelo Programa Estadual de Residência Multiprofissional. Por meio de nota, o Ministério da Saúde informou que tem analisado cenários de correção no valor das bolsas de Residência em Saúde, em parceria com o Ministério da Educação, parlamentares e entidades de classe.

Ainda em nota, o Ministério da Saúde reforçou a importância do trabalho dos residentes no  Sistema Único de Saúde (SUS) e disse que debate a melhor forma de adequar as solicitações da categoria.

Também foi pontuado em nota para a TV Sudoeste, que o Ministério da Educação entende a importância do pleito dos residentes e disse trabalhar com as demais entidades pagadoras (Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) para a solução das demandas dos residentes.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui