Reprodução

A cheia do rio São Francisco em Carinhanha, na Bahia, atrai banhistas à região do cais para uma brincadeira perigosa: o salto do paredão de mais de cinco metros.

Nesta segunda-feira (9), um homem pulou no rio e quase foi levado pela correnteza. Ele não conseguiu voltar nadando para próximo do cais e só não se afogou porque conseguiu se agarrar a uma corda jogada por outros banhistas.

Leitor Agência Sertão

De acordo com um morador da cidade, é comum esse tipo de brincadeira arriscada quando o rio está cheio. Além do risco de cair sobre algum tronco de árvore, quem pula do paredão pode não conseguir vencer a força da água e não conseguir nadar até o cais, como quase aconteceu nesta segunda.

A cena comum no cotidiano da cidade não se repedia há alguns anos, pois faz tempo que o rio não recebia tanta água. Em Malhada, na outra margem, também e comum ver jovens arriscando do mesmo jeito nas águas do Velho Chico.

O rio São Francisco atingiu o nível de 6,65 metros na tarde desta segunda-feira (9), em Carinhanha. A cheia é a maior desde 2012 e vem depois de alguns anos de secas severas.

No início de fevereiro, após as chuvas intensas da região central de Minas Gerais, o nível do rio chegou a 6,02 metros na cidade. Desta vez, a cheia foi causada pela abertura das comportas da Usina Hidroelétrica de Três Marias, iniciada no dia 28 de fevereiro e aumentada no último dia 5.

Neste fim de semana, após a diminuição das chuvas nas cabeceiras, a vazão de chegada à hidroelétrica ficou controlada, com armazenamento de 96% do volume útil. Já nesta segunda-feira, a Cemig decidiu diminuir defluência da barragem, passando de 2.000 m³/s para cerca de 1.500 m³/s.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui