Reprodução

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou os preços do litro da gasolina praticado em Guanambi e demais cidades da Bahia. A pesquisa foi realizada entre os dias 5 a 11 de abril no estado.

Em Guanambi, nos 10 postos pesquisados o preço médio do litro do respectivo combustível ficou cotado a R$ 4,428, sendo que o preço mínimo praticado em alguns postos pode chegar a R$ 4,350 e o máximo a R$ 4,500, segundo a ANP.

Das 30 cidades pesquisadas, Guanambi ficou sendo a 16ª cidade com o preço médio mais alto.

Na pesquisa, Porto Seguro ainda matem o ranking da gasolina mais cara do estado. No município, o preço médio ficou em R$ 4,851, chegando a R$ 5,210 o litro em alguns postos. Caetité ocupa a segunda colocação, com preço médio de 4,690, chegando a 4,999 e margem média de lucro de R$ 1,280.

Em contraste, Santo Antonio de Jesus tem o menor preço médio do estado, com o respectivo combustível sendo cotado a R$ 4,124. No entanto, apesar de o preço médio está estipulado em R$ 4,158, segundo menor entre os municípios pesquisados, a gasolina mais barata da Bahia pode ser encontrada em Barreiras, com preço mínimo de R$ 3,899.

Um levantamento da ANP mostra que houve queda no preço dos combustíveis de 8,5% em março. Esse cenário vem sendo estimulado pela queda do preço do petróleo no mercado internacional, devido a crise comercial entre Arábia Saudita e Rússia e a queda da demanda devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

O preço médio do litro da gasolina em Guanambi chegou a R$ 4,88 na segunda semana de fevereiro, antes da Petrobrás iniciar a trajetória de queda de preços. Nas bombas dos postos da cidade, a redução chegou a 9,5% em média.

Além disso, a margem de lucro das três últimas pesquisas da ANP, referentes a gasolina em Guanambi, não foram divulgadas. Isso demonstra que os postos da cidade estão trabalhando com estoques antigos desde o início do período de isolamento social, quando a procura por combustíveis diminuiu drasticamente.

No Brasil, a Petrobras vem cortando o valor dos combustíveis na refinaria. A última redução, em 28 de março, foi de 5%. Atualmente, a gasolina custa R$ 1,08 por litro (sem impostos e margens de distribuidoras e postos), o menor valor desde 31 de outubro de 2011.

No acumulado do ano, a redução é de 43,5%. No óleo diesel, a queda é de 31,3% em 2020.

Segundo o levantamento da ANP, na semana avaliada, a queda foi de 2,6% e o combustível foi vendido, em média no Brasil, a R$ 3,439 o litro nas bombas, valor nominal mais baixo desde novembro de 2017.

Com a continuidade da queda do preço do petróleo no mercado internacional, a Petrobras anunciou na terça-feira (14) uma redução em 8% no preço da gasolina no mercado interno, ou menos R$ 0,0860, enquanto o diesel terá queda de 6%, em R$ 0,0960.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui