A última pesquisa da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizada no período de 19 de abril a 25 do respectivo mês, aponta que os postos de combustíveis, em Guanambi, vem lucrando em média R$ 0,903 no litro da gasolina. Em fevereiro, antes do início do período de isolamento social, o lucro médio por litro era de R$ 0,80.

De acordo com a pesquisa, efetuada em 10 postos da cidade, o preço médio da gasolina ficou cotado a R$ 4,287, sendo que o preço mínimo praticado em alguns postos pode chegar a R$ 4,150 e o máximo R$ 4,399. O preço médio da gasolina pago às distribuidoras pelos postos que apresentaram nota fiscal foi de R$ 3,384.

A cidade é a 16ª no estado, entre 30 pesquisadas, com o preço médio mais alto e a 13ª com maior margem média de lucro.

Entre as pesquisadas, a cidade com menor margem média de lucro por litro de gasolina foi Barreiras, onde os postos lucram em média R$ 0,471. O preço médio na cidade ficou cotado a R$ 4,016, sendo que o preço mínimo praticado é de R$ 3,890 e o máximo R$ 4,399. O preço médio da gasolina na distribuidora para Barreiras sai a R$ 3,545.

No entanto, a gasolina mais barata no estado, entre as cidades pesquisadas, pode ser encontrado em Feira de Santana. O preço médio da gasolina ficou cotado a R$ 3,819, com gasolina sendo encontrada a R$ 3,750 (mínimo) e R$ 3,899 (máximo).

Em contraste, a cidade que mais vem lucrando com o respectivo combustível é Caetité. Os postos na cidade lucram em média R$ 1,091. O preço médio da gasolina ficou cotado a R$ 4,490, mínimo R$ 4,470 e máximo 4,499. O preço na distribuidora sai a R$ 3,399.

Apesar disso, Porto Seguro mantém o ranking do preço médio da gasolina no estado, cotado a R$ 4,702. Preço mínimo R$ 4,590 e máximo 4,999.

Na última Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Guanambi, realizada na segunda-feira (27), o vereador Edileno Oliveira colocou em pauta o lucro dos postos de combustíveis na cidade.

O vereador pontua que esteve fazendo uma pesquisa de preço da gasolina em Guanambi e nas cidades vizinhas e esclareceu que o preço da gasolina em Caculé (à 1,11 Km de Guanambi) está custando R$ 3,55 e em Pindaí (à 38 Km de Guanambi) 3,89. As duas cidades não estão incluídas na pesquisa de preços da ANP.

Oliveira destaca que fez um requerimento ao Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) para que haja uma fiscalização em relação aos preços da gasolina em Guanambi. Disse ainda que será feita uma denúncia no Ministério Público para que sejam tomadas as medidas judiciais.

Em sua fala, o vereador lembra que existe a lei do livre comércio, no entanto, ele pontua que existe uma margem, um limite para que os preços sejam praticados e ele acha que em Guanambi o preço do combustível está muito acima do que deve ser praticado.

Veja a íntegra da fala do vereador Edileno Oliveira:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui