Reprodução

Apenas dois leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão disponíveis para o tratamento da Covid-19 em Vitória da Conquista. O Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGV) e o Hospital São Vicente de Paula estão com 100% da capacidade ocupada, no Hospital das Clínicas ainda há duas vagas. Os dados estão disponibilizados no sistema de transparência da Sesab.

O taxa de ocupação cresceu bastante nos últimos dias. Em 3 de julho, havia 28 pacientes internados nesses leitos, no dia 13 eram 33, e na última quarta-feira 44. Mais quatro leitos foram ocupados nesta quita-feira. Com o eminente colapso, é provável que o sistema de regulação passe a enviar pacientes da região para Salvador, onde há a maior parte dos leitos de referência.

Atualizado às 14h50 de 16 de junho de 2020 – Fonte: Central Integrada de Comando e Controle de Saúde

Metade dos 48 pacientes internados necessitam do uso do respirador mecânico para continuarem vivos. A rotatividade destes leitos costuma ser baixa, uma vez que a permanecia dos pacientes costuma durar mais de 15 dias em alguns casos. A maioria dos pacientes são de outros municípios e de Vitória da Conquista são 14.

Além dos 338,4 mil habitantes de Vitória da Conquista, os leitos estão disponíveis para regulação de uma população de 1,5 milhão de habitantes dos outros 73 municípios que compõem o Núcleo Regional de Saúde do Sudoeste.

São 20 leitos no Hospital Geral de Vitoria da Conquista (HGVC), 20 no Hospital De Clinica  e 10 no Hospital São Vicente de Paulo. A Sesab chegou a disponibilizar 10 leitos contratados junto ao Hospital IBR, no entanto, o contrato foi encerrado após o órgão alegar irregularidades no início deste mês.

Além dos 50 leitos de UTI, a Sesab referenciou 54 leitos clínicos para tratamento de pacientes em casos de menor gravidade. Atualmente são 37 pacientes internados e a taxa de ocupação é de 69%. Oito destes leitos estão referenciados no Hospital Geral de Guanambi (HGG), que possui três pacientes internados no momento.

A prefeitura de Vitória da Conquista contratou mais 20 leitos clínicos junto ao Hospital São Vicente para reforçar o atendimento. O aumento da taxa de ocupação dos hospitais impede o avanço do plano de flexibilização das atividades comerciais na cidade. Em vídeo divulgado neste quinta-feira (16), o prefeito Herzem Gusmão culpou o Governo do Estado por elevar a taxa de ocupação enviando pacientes de outros município. Ele disse que não pretende retroceder no plano de retomar as atividades.

Do total de paciente internados nos leitos de referência, 51% estão com diagnóstico confirmado da Covid-19, os demais ainda aguardam os resultados dos exames laboratoriais.

Caso o sistema de saúde da região atinja o colapso e a demanda de pacientes seja maior do que a oferta de leitos, o sistema de regulação pode encaminhar pacientes para Salvador, onde a taxa de ocupação está menor. O principal problema nesse caso é a distância para algumas cidades que pode chegar a quase 1000 quilômetros, o que torna a situação ainda mais difícil para os pacientes debilitados pela doença.

Em todo a Bahia são 2.408 leitos para tratamento da Covid-19, deste total 1.553 estão ocupados. A taxa de ocupação das UTI’s em todo Estado é de 40%. Os maiores índices estão nas regiões Oeste (100%), Sudoeste (96%), Sul (89%), Extremo-Sul (89%), Nordeste (83%), Norte (80%), Leste (80%), Centro-Leste (52%) e Centro Norte (40%).

Coronavírus na Região de Saúde Sudoeste

Segundo os dados do último boletim da Sesab, dos 74 municípios da região, 69 já confirmaram 4.431 casos do coronavírus, sendo que 1.126 são casos ativos. A região ainda é uma das menos impactadas pela pandemia no Estado.

Até esta quarta-feira (15), 65 pacientes internados em hospitais públicos e particulares de Vitória da Conquista evoluíram a óbito, média é de três mortes a cada dois dias nos últimos 30 dias.

Vitória da Conquista é município maior número de vítimas fatais, 24 até agora. Itapetinga tem a maior taxa de mortalidade pela doença. O município de 76,1 mil habitantes já registrou 20 óbitos pela Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui