Ruy Abrante

A secretaria municipal de Saúde do município de Malhada registrou 18 casos de pessoas infectadas com o coronavírus desde a última sexta-feira (17). Ao todo, 20 pessoas contraíram a doença no município, um paciente está recuperado, um morreu e outro está internado em estado grave.

A situação mais preocupante foi registrada na comunidade de Mucambo, onde foram detectados 10 casos. Na sede do município são 8 casos, os outros dois foram registrados no povoado Serra 1 e outro no povoado assentamento Marrecas.

Nota da secretaria de Saúde de Malhada

Em nota, a secretaria informou que foram realizados 60 testes rápidos no município, dos quais, 15 mostraram resultado positivo para a Covid-19. A pasta afirma que estima que 8,68% da população do município já se encontra cominada e que é grande o potencial de disseminação do vírus no município.

A secretaria faz uma apelo à população para que as medidas de distanciamento social sejam intensificadas e recomenda que as pessoas só saiam de casa em caso de necessidade urgente. A recomendação ainda reforça o uso obrigatório de máscara.

Boletim epidemiológico de Malhada

Primeiro Óbito

O primeiro óbito por Covid-19 em paciente de Malhada foi registrado no último dia 13. Um homem de 58 anos morreu vítima em Vitória da Conquista, onde estava internado no Hospital Geral (HGVC). O paciente deu entrada no hospital da cidade em 12 de junho com sintomas da doença. No entanto, ele foi submetido a um teste rápido que deu resultado negativo. Com a melhora do quadro clínico ele retornou para sua residência e dois dias depois procurou novamente a unidade de saúde devido ao agravamento dos sintomas.

Após entrar na regulação, o paciente foi transferido para o Hospital Geral de Guanambi (HGG). Na unidade ele foi submetido a um novo teste rápido e teve material coletado para envio ao Lacen para o exame laboratorial, ambos tiveram resultados positivos.

Com a confirmação do diagnóstico, o paciente foi transferido para um dos leitos de referência de tratamento da Covid-19 em Vitória da Conquista, onde permaneceu até evoluir ao óbito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui