Ruy Abrante/ Agência Sertão

A Secretaria de Saúde de Malhada confirmou a segunda morte em decorrência do coronavírus em pacientes do município. Agora são dois óbitos confirmados em decorrência de complicações da Covid-19.

A paciente é uma mulher de aproximadamente 62 anos, mãe de um conhecido médico ortopedista, moradora da Zona Rural do município. Ela estava internada no Hospital Nova Aliança em Guanambi, onde a doença foi diagnosticada.

Segundo informações da secretária de Saúde, a vítima sofreu acidente doméstico no início da semana e quebrou a bacia, sendo levada para o hospital em Guanambi. Na sua admissão para a internação, foi realizado o protocolo da unidade de saúde de testar os paciente e o resultado deu positivo.

Ainda segundo a pasta, nos dias seguintes ela começou a apresentar sintomas como dificuldade respiratória e saturação, sintomas que ainda não tinham aparecido fora do ambiente hospitalar.

O primeiro óbito confirmado entre moradores do município foi de um homem de 58 anos. Ele estava internado em no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) e morreu no último dia 13.

Os casos de coronavírus aumentaram em Malhada nos últimos dias, principalmente na zona rural. Ao todo são 21 casos, além dos dois óbitos, há um paciente recuperado e outros 17 ainda com o vírus ativo.

Nesta quinta-feira (23), a prefeitura de Malhada editou um decreto proibindo o consumo de bebidas alcoólicas em todos os bares, supermercados, lanchonetes, distribuidoras, lojas de conveniências, mercadinhos, verdurões e outros congêneres com potencial de aglomeração.

A proibição se estende a áreas públicas, como praças, calçadas, logradouros, entre outros locais, ficando liberado o serviço de atendimento através de entrega, ou seja o chamado delivery

No município de Carinhanha, separado de Malhada pelo rio São Francisco, também ocorreram dois óbitos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui