Reprodução

Tendo em vista a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e os decretos de fechamento do comércio em Guanambi e algumas cidades da região, os empreendedores vêm enfrentando dificuldades econômicas e estratégicas para manter os negócios.

Em Guanambi, o comércio considerado não essencial foi fechado novamente no dia 29 de julho, por meio de um decreto municipal, e alguns serviços permanecerão inoperantes até o dia 11 de agosto. No entanto, na última sexta-feira (31), a Prefeitura de Guanambi liberou o funcionamento de lojas e salões, por meio de outro decreto.

Diante do novo cenário, os serviços gratuitos de auxílio, para micro e pequenos empreendedores, também aumentaram nesse período. A Agência Sertão separou algumas dessas instituições que estão disponibilizando atendimentos online para melhorar as estratégias de um dos âmbitos mais afetados economicamente pelo coronavírus.

Confira:

O projeto de extensão de Assistência Acadêmica em Gestão ao Empreendedorismo Regional (Agestar) do Centro Universitário – UniFG está disponibilizando assessoria online gratuita para empreendedores de Guanambi e região.

Além disso, o projeto disponibiliza publicações diárias nas redes sociais com diversas temáticas, pertinentes ao âmbito da Administração e Ciências Contábeis.

Para ter acesso aos conteúdos e dicas basta acessar as redes sociais do Agestar – Instagram: @agestarunifg; Facebook: @agestarunifg e Youtube Agestar UniFG.

Nas segundas-feiras, o agestar publica materiais sobre “a sobrevivência das instituições sociais” – estratégias de cotações em período de crise, modelo de projetos para arrecadação de fundos junto à sociedade e responsabilidade social.

As terças-feiras, as postagens são relacionadas “à retomada das vendas” – gestão de marketing, estratégias digitais para manter as vendas no ambiente online, nichos de produtos digitais, gatilhos mentais e ferramentas digitais.

Nas quartas-feiras, os empreendedores terão acesso a dicas para o trabalho em “Home Office” – como trabalhar em casa e manter a produtividade, liderança à distância e gestão de equipes remotas, formatos híbridos x distribuídos, colaboração síncrona x assincrona e comunicação efetiva.

Nas quintas-feiras estará disponível nas redes sociais do Agestar conteúdos sobre “Concessões Federais” – Cad Único, leis e benefícios, incorporação de ajuda social e imposto de renda.

Já as sextas-feiras, as publicações são direcionadas ao homem do campo – “Como a pandemia afeta o homem do campo”: estratégias de produção e vendas.

Para ter acesso aos serviços (palestras, minicursos, assessoria) basta entrar em contato pelo Instagram ou pelo e-mail: [email protected] e apresentar sua necessidade. Qualquer empreendedor, formal ou não, pode solicitar os serviços do Agestar.

O serviço é gratuito e realizado por profissionais e estudantes da área de Administração e Contabilidade. O Agestar planeja junto com o empreendedor ações que possam implementar seu negócio.

O empreendedor também pode solicitar minicursos para os colaboradores sobre atendimento ao cliente, manuseio de plataformas online, produção de conteúdos e e-commerce.

A coordenadora do projeto, Gracilene Mendes, articula as ações e monitora a sua execução junto aos empreendedores e empreendimentos inclusive através de parcerias com outras áreas, caso seja necessário.

Mais serviços

O Núcleo de Apoio Fiscal (NAF), vinculado ao curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário UniFG está realizando atendimento online para a população de Guanambi e região.

São oferecidos serviços como orientação e declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2020, orientação na solicitação do auxílio emergencial e regularização do CPF.

Os interessados podem entrar em contato com o NAF pelo WhatsApp 77 99103-2395, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h.

O NAF é um projeto desenvolvido pela Receita Federal, em parceria com instituições de ensino superior, cujo objetivo é oferecer serviços contábeis e fiscais gratuitos para pessoas físicas e jurídicas de menor poder aquisitivo.

O NAF da UniFG é supervisionado por professores especialistas em Gestão e Planejamento Tributário, que orientam os discentes com o objetivo de qualificar os futuros profissionais do curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário e prestar serviços fiscais aos contribuintes, bem como às microempresas, aos microempreendedores individuais e às entidades sem fins lucrativos da comunidade em geral.

Mais serviços

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Bahia (Sebrae) está fazendo atendimento e orientações, para os empreendedores de Guanambi e região, através do Whatsapp (77) 999793989. De acordo com o Sebrae, existem consultórias gratuitas e pagas com subsídio de 50 a 70% do valor.

O Sebrae também está disponibilizando um atendimento de consultoria online gratuito para os empreendedores da Bahia. Os atendimentos incluem – gestão de contas, dívidas, tributos e fluxo de caixa.

Além disso, o Sebrae Bahia disponibilizou conteúdos online que podem ser acessados gratuitamente pelos empreendedores do estado. São e-books, conteúdos em vídeo e lives diárias nas redes sociais.

Os temas abordados incluem finanças, planejamento, tributação, marketing, logística, gestão de estoque, entre outros que, de acordo com a entidade, podem auxiliar os donos de pequenos negócios da Bahia a atravessarem esse momento de crise, diante do impacto da pandemia de Covid-19 na atividade econômica.

Ainda conforme o Sebrae, os conteúdos estão disponibilizados em quatro áreas temáticas – Presença Consciente, Presença Financeira, Presença Digital e Presença Logística.

As informações completas sobre as soluções práticas disponibilizadas pela instituição podem ser obtidas no site Sebrae Presente com Você. Além disso, os empresários podem ter acesso à consultoria online gratuita em Planejamento, Tributação e Marketing agendando pela Central de Relacionamento, no telefone 0800 570 0800.

Mais Serviço

Sebrae e Caixa ampliam acesso a crédito para pequenos negócios

A Caixa Econômica Federal anunciou no dia 20 de abril, um convênio com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para oferecer crédito a micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais (MEI).

A medida será operacionalizada por meio do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe), do Sebrae, e que oferece as garantias complementares. De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a expectativa da instituição é disponibilizar o montante de R$ 7,5 bilhões em crédito, valor que representa cerca de 1% da carteira do banco.

Guimarães disse, durante videoconferência com a participação do presidente do Sebrae, Carlos Melles, que o crédito vai atender a um dos segmentos mais afetados pela redução na atividade econômica com as medidas de isolamento social adotadas em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Segundo Guimarães, os empréstimos terão um período de carência que pode chegar a 12 meses e os prazos de pagamento podem variar de 24 a 36 meses. Guimarães disse ainda que as garantias complementares concedidas pelo Sebrae por meio do Fampe vão permitir ao banco a adoção de taxas 40% menores do que as praticadas pelo banco.

Oferta de crédito

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, a oferta de crédito pode atingir 42 milhões de pessoas. As micro e pequenas empresas e MEI interessados no acesso aos recursos devem acessar o portal da Caixa para manifestar o interesse.

Serão disponibilizados até R$ 12,5 mil para os MEI, com carência de nove meses e taxas de juros de 1,59% ao mês, com prazo de dois anos para o pagamento. Já as micro empresas poderão requerer linhas de até R$ 75 mil. Nesse caso, a carência é de 12 meses, com prazo de amortização em até 30 meses, a taxas de 1,39%. As empresas de pequeno porte poderão acessar até R$ 125 mil em crédito, também com carência de 12 mesese prazo de pagamento de até 36 meses a juros de 1,19%.

Melles disse que a expectativa inicial do Sebrae era de que o montante disponibilizado pela Caixa chegasse a R$ 12 bilhões. O presidente da Caixa disse que o banco até pode aumentar o volume de crédito, mas se houver muita demanda e as operações forem lucrativas para a Caixa.

De acordo com o Sebrae, O Fampe tem aproximadamente R$ 470 milhões em recursos disponíveis e, agora, contará com mais R$ 500 milhões para benefício direto aos pequenos negócios, permitindo R$ 1 bilhão em garantias e alavancando empréstimos de 12 vezes o valor do patrimônio do empreendedor.

O Sebrae pontua que os empreendimentos devem ter pelo menos 12 meses de faturamento e não haver nenhuma restrição nem de CPF nem de CNPJ.

Para ter acesso à linha de crédito, o Sebrae orienta que é necessário assistir um vídeo de 5 minutos com as principais informações. Para assistir, é preciso ter um cadastro no Portal Sebrae. Além disso, o prazo para procurar a Caixa é de 48 horas depois de ter assistido ao vídeo.

Mais informações podem ser obtidas no Portal Sebrae

Mais serviços

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) está oferecendo cursos gratuitos de empreendedorismo para professores na Bahia.

As inscrições para as turmas de 2020 podem ser feitas no Portal Educação Empreendedora, plataforma do Sebrae. Os Professores das redes pública e privada de ensino, dos níveis fundamental, médio e superior, podem ter acesso aos cursos gratuitos do projeto Educação Empreendedora do Sebrae, disponibilizados na modalidade EAD (Educação a Distância).

Por conta do isolamento social causado pela pandemia, a entidade organizou conteúdos, cursos e ferramentas para que professores, alunos, gestores ou profissionais que atuam na educação formal possam aproveitar esse momento para se envolver no mundo da educação empreendedora e do empreendedorismo.

Dentre os cursos oferecidos, estão: Como criar um modelo de negócio de impacto social, Fundamentos básicos para a criação de negócios, Atitudes empreendedoras e Tipos de empreendedorismo, Jovem empreendedor no campo, Disciplina de Empreendedorismo (para educação profissional e ensino superior), Plano de vida e carreira, Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) – todos os níveis, Como reconhecer características empreendedores, dentre muitos outros.

As inscrições estão abertas para as turmas de 2020 pelo site do programa e, após a inscrição, o conteúdo pode ser acessado do computador, smartphone ou tablet. Outras informações sobre o projeto Educação Empreendedora podem ser obtidas também por meio da Central de Relacionamento Sebrae, no telefone 0800 570 0800.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui