23.6 C
Guanambi
19.4 C
Vitória da Conquista

PF realiza operação contra suposto esquema de corrupção eleitoral em Luís Eduardo

9,152FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever

Últimas Notícias

Mais Lidas

A Polícia Federal deflagra nesta quinta-feira (26) a Operação Desertor, que visa apurar suposto esquema de corrupção eleitoral envolvendo candidato ao cargo de vice-prefeito da cidade de Luís Eduardo Magalhães no último pleito.

Segundo a polícia, estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão de aparelhos celulares e um mandado de prisão preventiva. Os mandados foram expedidos pelo juízo da 205ª Zona Eleitoral de Luís Eduardo Magalhães e estão sendo cumpridos em Barreiras e também em João Dourado.

Durante as investigações, que tiveram início no dia 12, foram revelados indícios de que os envolvidos receberam propostas em dinheiro para abandonarem o partido ao qual pertenciam, com o objetivo de polarizar a disputa eleitoral entre dois candidatos.

O nome da operação, Desertor, faz alusão àquele que abandona suas convicções,
seu compromisso ou a causa de que era defensor. Os investigados responderão pelo crime de corrupção eleitoral, previsto artigo 299 do Código Eleitoral.

- Advertisement -

Renuncias de candidatos em Luís Eduardo Magalhães 

No dia 29 de setembro, depois da renuncia de Junior Aracruz (PTB), o candidato Fábio Lauck (PRB), que estava em terceiro lugar na pesquisa de intenção de voto do município,  desistiu da sua campanha. Com a renuncia, o vice de Lauck, Rogério Faedo (PSB), também não concorreu.

De acordo com a assessoria do ex-candidato à época, a decisão foi “foi pessoal e teve por única finalidade o bem comum”. O candidato declarou apoio Júnior Marabá (DEM), que estava em segundo lugar nas pesquisas de voto. “Faço isso em nome do povo dessa cidade. Para que nossa gente não possa ser novamente humilhada por velhas práticas é que agora sou 25”, afirmou Lauck.

Já no dia 09 de novembro, o candidato a vice na chapa de Rangel à prefeitura de Luiz Eduardo Magalhães desistiu de sua candidatura. Em nota divulgada nas redes sociais, Aldo Carneiro Dourado informou que descobriu que Rangel não tem apoio nenhum do presidente da república, Jair Bolsonaro, e que mantém vínculos com o atual prefeito, Oziel Oliveira.

Reprodução

Após a decisão da Justiça Eleitoral, publicada no dia 13 de novembro, indeferiu a candidatura do Comandante Rangel (PL), a eleição em Luís Eduardo Magalhães, com isso, apenas dois candidatos – o democrata Junior Marabá e socialdemocrata Oziel Oliveira, que tentaram reeleição na base do governador Rui Costa (PT).

A disputa eleitoral em Luís Eduardo Magalhães já tinha a sua polarização desenhada entre Junior e Oziel desde o início, mesmo com o Comandante barreirense tentando decolar o seu discurso bolsonarista.

No dia 15 de novembro, o candidato eleito a prefeito foi Junior Marabá (DEM), ele teve 29.982 votos, ou seja, 59,29%. 

Bahia PF realiza operação contra suposto esquema de corrupção eleitoral em Luís Eduardo

Deixe uma resposta

Relacionadas