31.5 C
Guanambi
28.1 C
Vitória da Conquista

Primeira noite de toque de recolher teve fiscalização intensa em Guanambi

9,153FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Equipes da Vigilância Sanitária de Guanambi intensificaram a fiscalização ao cumprimento do decreto que determinou o fechamento dos estabelecimentos comerciais às 18h, com exceção das atividades consideradas essenciais. As ruas ficaram vazias, com poucos veículos circulando antes mesmo das 22h. As ações tiveram apoio da Polícia Militar.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, a fiscalização começou no fim da tarde desta quinta-feira (18) e constatou que 95% dos estabelecimentos visitados estavam cumprindo as normas impostas. Os estabelecimentos que permaneceram abertos após as 18 horas foram orientados a fechar e serão multados, podendo ter os alvarás cassados, caso voltem a descumprir.

O prefeito Nilo Coelho antecipou em um dia as determinações dos decretos estaduais sobre restrição da circulação noturna, em vigor a partir desta sexta-feira (19). Além de referendar as medidas do Governo da Bahia, o prefeito decidiu estabelecer mais medidas restritivas no munícipio.

A norma estadual proíbe a circulação noturna de pessoas das 22h às 5h. Já o decreto municipal, além de proibir a circulação noturna, também proíbe o funcionamento de atividades consideradas não essenciais depois das 18h e nos fins de semana. Atividades consideradas essenciais, como supermercados, padarias e postos de combustíveis podem funcionar todos os dias da semana, até as 22h. Farmácias e unidades de saúde podem funcionar sem limite de horários.

- Advertisement -

O que pode e o que não pode em Guanambi com o novo decreto

O setor de alimentação, incluindo bares, restaurantes, lanchonetes, cafés, trailers e similares podem abrir as portas para o público de segunda a sexta-feira, das 5 às 18h. Das 18 às 22h e nos fins de semana é permitido apenas o funcionamento do serviço de entrega em domicílio. O mesmo vale para lojas, salões de beleza, centros de estética e obras de construção civil.

Serviços considerados essenciais, descritos no decreto, como supermercados, padarias, postos de combustível, casas agropecuárias, entre outros, podem funcionar todos os dias da semana, das 5 às 24h. Farmácias e unidade de saúde podem funcionar 24 horas por dia.

Igrejas, cinemas e teatros estão com o funcionamento suspenso no município por força do decreto.

Academias de ginástica e aparelhos de atividade física em espaços públicos devem permanecer fechados enquanto durar a validade do decreto. Clubes sociais também não podem abrir suas portas no momento. Os empreendimento do setor de hotelaria não podem receber hóspedes a partir das 22h.

As medidas destinadas ao comércio e ao setor de hotelaria têm validade até o dia 25 e fevereiro. Já as demais proibições do decreto valem até o dia 8 de março.

Também foi suspenso o atendimento presencial nas repartições da Prefeitura de Guanambi e das secretarias municipais.

Coronavírus em Guanambi

Mais 24 casos da doença foram confirmados em Guanambi nesta quinta-feira. Agora são 3.455 casos positivos registros, dos quais, 3.323 pacientes já se recuperaram e 21 evoluíram a óbito. Ainda restam 111 pacientes com o vírus ativo no organismo, sendo que 17 estão internados. Outros 190 pacientes com suspeita da doença aguardam o resultado do exame laboratorial.

O município tem visto o aumento de procura por atendimento médico nas últimas semanas. Em apenas três dias, 170 pessoas procuraram o Pronto Atendimento da PA Covid-19. Em Vitória da Conquista, onde estão instalados os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a ocupação chegou a 97% nesta quinta-feira.

Destaques Primeira noite de toque de recolher teve fiscalização intensa em Guanambi

Deixe uma resposta

Relacionadas