21.7 C
Guanambi
15.4 C
Vitória da Conquista

Ocupação de novos leitos em Caetité e Guanambi está perto do limite

9,207FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Menos de uma semana após o início do funcionamento, os novos leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid-19 em Caetité e Guanambi já estão próximos do limite da taxa de ocupação.

Em Caetité, no Hospital Oncológico Municipal (Unacon), dos 20 leitos clínicos, 16 estão ocupados. A taxa de ocupação de 80% é a mesma na UTI, onde há 10 leitos e 8 pacientes.

Já no Hospital Geral de Guanambi (HGG), apenas 4 leitos de UTI estão em operação segundo o boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Ao todo estão sendo instalados 10 leitos. Todos estão ocupados com pacientes intubados. Há ainda outros 8 leitos clínicos em operação desde o ano passado, e eles estão com 75% de ocupação.

Nos próximos dias, segundo a direção da unidade de Saúde, os 10 leitos de UTI e mais 10 leitos clínicos entrarão em operação para atender pacientes com a Covid-19.

A situação também continua crítica em Vitória da Conquista, onde há 70 leitos de UTI credenciados à rede SUS. No Hospital Geral (HGVC), todos os 40 leitos estão ocupados, assim como no Hospital São Vicente, onde há 10 leitos. Apenas o Hospital de Clínicas tem leitos disponíveis, apenas 4 de um total de 20.

Do total de 84 leitos de UTI em funcionamento na região de saúde Sudoeste, 78 estão ocupados, o que corresponde há 93%. Uma população total de 1,8 milhão de habitantes de 74 municípios dependem destes leitos para o tratamento da Covid-19.

Em todo o Estado, 1.336 leitos de UTI foram abertos até o momento e 1.140 estão ocupados (85%). Esta é a maior oferta e maior ocupação absoluta desde o inicio da pandemia.

Em Guanambi, os leitos clínicos criados no Pronto Atendimento, Hospital Municipal e Hospital de Campanha também estão com muitos pacientes. De acordo com o boletim desta quinta-feira (18), as taxas são respectivamente de 60%, 33,3% e 73,3%.

Destaques Ocupação de novos leitos em Caetité e Guanambi está perto do limite

Deixe uma resposta

Relacionadas