22.9 C
Guanambi
17 C
Vitória da Conquista

Temendo novos fechamentos, União de Bares e Restaurantes pede proibição de música ao vivo em Guanambi

- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -




Diante do receio por um eventual novo aumento no número de casos da Covid-19 por conta de aglomerações, e da necessidade de um novo fechamento total do setor, a União dos Bares e Restaurantes de Guanambi, entidade que representa alguns estabelecimentos na cidade, tomou por conta própria a iniciativa de solicitar ao prefeito Nilo Coelho (DEM) que proíba apresentações de música ao vivo na cidade.

Os representantes da entidade justificaram o pedido por conta dos registros de descumprimento de medidas de distanciamento social no fim de semana, visíveis em alguns pontos da cidade e amplamente divulgados nas redes sociais. Eles sugeriram ainda que esta proibição vigore até 31 de agosto.

Desde 12 de julho, um decreto permitiu a realização de apresentações musicais nos bares e restaurantes, depois de longo tempo de proibição. A classe artística continua sendo uma das mais prejudicadas com a pandemia, com maior tempo de atividades interrompidas. No entanto, uma portaria regulamenta as apresentações, que devem ocorrer com distanciamento entre mesas e limitação da capacidade do local.

Por meio da assessoria de comunicação, a Prefeitura de Guanambi informou que as aglomerações como as registradas continuam proibidas e que três estabelecimentos foram autuados pela Vigilância Sanitária por promover apresentações musicais sem observância dos protocolos. As autuações foram nos bairro Alvorada e Belo Horizonte.

Segundo a informação, os shows públicos e com cobrança de ingresso continuam proibidos. “O que está permitido é música ao vivo em espaço aberto com mesas com 4 pessoas e que estejam com espaçamento conforme a portaria regulamentadora. No caso do decreto atualizado, é permitido 25 mesas com 4 pessoas, que totalizam 100 pessoas. A Vigilância Sanitária está atenta e fiscalizando. “, informou.

Queda no número de casos

Depois de recorde de casos em junho, Guanambi registra queda e estabilização de número de casos há sete semanas. A média móvel diária desta segunda-feira (10) foi de 18,6. O número de pacientes internados também está nos menores níveis. Já a vacinação atinge 44.443 pessoas com a primeira dose, das quais 20.524 também receberam a segunda dose e outros 1.012 receberam vacina de dose única.

A pesar dos números favoreceram a retomada de atividades, há receio da possibilidade da falta de controle e de cumprimento de regras sanitárias possam causar novos surtos da doença.

Toque de recolher mantido

A Prefeitura de Guanambi resolveu manter o toque de recolher noturno no município. A medida continua valendo até 16 de junho, com validade da meia noite às 5h. O Governo Estadual resolveu suspender a exigência a nível estadual, entretanto, o município preferiu prorrogar a medida.

Um novo decreto foi publicado na edição desta segunda-feira (9) do Diário Oficial do Município com a medida.

O decreto também aumentou a permissão da presença de 50 para 100 participantes nos eventos, tais como cerimônias de casamento, eventos urbanos e rurais em logradouros públicos ou privados, circos, parques de exposições, solenidades de formatura, passeatas e afins, funcionamento de zoológicos, museus, teatros e afins.

“Fica suspensa a realização de shows, independentemente do número de participantes, até 16 de agosto de 2021”, diz um dos parágrafos do decreto da prefeitura de Guanambi.

 




- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -