21.5 C
Guanambi
16.5 C
Vitória da Conquista

Botijão de gás de cozinha custa R$ 110 na maioria das distribuidoras de Guanambi, em Barreiras, produto custa R$ 125

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

Os aumentos recentes no preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), conhecido popularmente como gás de cozinha, estão afetando a vida de consumidores em todo a Bahia. De acordo com a pesquisa semanal realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o produto teve aumento de quase 10% em 2022 na cidade de Guanambi.

Das 14 distribuidoras incluídas na pesquisa, 12 vendiam o botijão de 13 quilos pelo valor de R$ 110. Uma distribuidora ainda vendia o produto por R$ 100 e outra por R$ 105,00. Os preços foram coletados entre segunda-feira (14) e terça-feira (15) e não incluem a taxa de entrega.

O aumento começou a ser sentido pelos consumidores na segunda semana de fevereiro, após o reajuste praticado pela Acelen, empresa administradora da Refinaria de Mataripe, responsável pelo abastecimento da maior parte dos combustíveis na Bahia. No decorrer das semanas seguintes, houve novo reajuste e os distribuidores foram repassando o valor para o consumidor final gradativamente.

Entre os treze municípios pesquisados esta semana, Guanambi aparece na quarta posição entre aqueles onde o gás de cozinhas está mais caro, com preço médio de R$ 108,93. Os locais com o produto mais caro no estado são Barreiras, a R$ 125, Ilhéus, a R$ 114,17, e Paulo Afonso, a R$ 110. Já as cidades pesquisadas com o gás mais barato são - Lauro de Freitas, a R$ 95,42 e Feira de Santana, a R$ 96,91.

Na capital Salvador, a pesquisa da ANP coletou preço em 39 distribuidoras. O produto estava custando entre R$ 92 e R$ 110,00 nos estabelecimentos visitados pelos pesquisadores contratados pela agência regulatória.

Em toda a Bahia foram pesquisados preços do gás de cozinho em 123 estabelecimentos. O preço médio foi de R$ 103,16, com o produto variando de R$ 87 a R$ 125.

Gasolina

A pesquisa da ANP também revelou uma leve retratação no preço da gasolina. A diminuição do valor nas bombas ocorre após a Acelen aplicar o desconto referente ao congelamento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que vinha recolhendo de forma errônea pela empresa.

Na semana anterior, o preço médio praticado no estado foi de R$ 7,691. Já nesta semana, nos 213 postos pesquisados, o consumidor pagou em média R$ 7,524 no litro do combustível, redução de 2,18 %.

Em 2022, a alta do combustível é de 12,55% no Estado, considerando que o preço médio do final de dezembro era de R$ 6,685.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -