33.8 C
Guanambi
28.2 C
Vitória da Conquista

Domingo foi de apreensões para a PRF em Vitória da Conquista

- -

Últimas Notícias

Neste domingo (18), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Vitória da Conquista, realizou duas abordagens que resultaram em apreensões. Durante a manhã, um homem foi prenso pelo crime de uso de documento falso. Já, por volta das 17h10, foi apreendido um carro que possuía ocorrência de apropriação indébita.

A primeira ocorrência, por volta das 9h45, aconteceu quando a equipe abordou um VW/Saveiro que transitava pelo km 830 da BR 116. Ao solicitarem os documentos do veículo e do condutor, o motorista apresentou uma CNH com indícios de falsificação.

Após perceberem que algumas características da documentação possuíam dados divergentes e, também, não tinha os dispositivos de segurança como marca d’água, os PRFs questionaram o homem.

O motorista admitiu que adquiriu a carteira de habilitação por meio de uma auto-escola. O documento foi entregue na cidade de Ribeirão Preto (SP) e disse ainda que pagou o valor de 2.500 reais.

Segundo a PRF, o homem de 35 anos foi preso e encaminhado à Polícia Federal. Ele irá responder pelo crime de uso de documento falso (art. 304) do Código Penal.

No mesmo local, no período da tarde, uma equipe da PRF abordou um automóvel VW/ Fox, com 02 ocupantes. Ao aprofundar a fiscalização, os policiais constataram que o carro possuía ocorrência de apropriação indébita, registrada em janeiro/2019 na capital paulista. O Fox é de propriedade de uma empresa locadora de veículos.

Segundo a locadora, o veículo foi alugado em 23/06/2018 e deveria ter sido devolvido na data de 26/06/2018. O automóvel era conduzido por um homem de 29 anos, que relatou ter negociado o veículo, na cidade de Patrocínio (MG), pelo valor de R$ 45 mil.

De acordo com a PRF, a princípio, foi constatado o crime de apropriação indébita de veículo, crime, previsto no art. 168 do Código Penal. A ocorrência foi apresentada a autoridade policial da Delegacia de Polícia Civil para continuidade dos procedimentos legais.

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- -

Mais Lidas