29.8 C
Guanambi
23.5 C
Vitória da Conquista

Chuvas voltam às regiões da Bahia nos primeiros dias de 2023

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Os primeiros dias de 2023 devem ser de chuva em boa parte da Bahia, principalmente nas regiões mais próximas às divisas com o estados de Goiás, Minas Gerais e Espírito Santo, além de boa parte do litoral, principalmente na região da capital Salvador.

Os institutos de meteorologia acreditam que até o fim da semana uma nova Zona de Convergência do Atlântico Sul (Zcas) pode ser formada, tornando as chuvas mais volumosas nestas áreas.

Um corredor de umidade que vem da Amazônia começa a chegar ao Centro do país, principalmente aos estados das regiões Sudeste e Centro-Oeste, onde as chuvas devem ser mais volumosas, podendo chegar a 200 mm em algumas localidades.

Na Bahia, as primeiras pancadas de chuva podem ocorrer em todas as regiões já a partir desta segunda-feira (2) e devem se intensificar entre quarta-feira (4) e domingo (8). Os maiores volumes esperados são para áreas do Oeste e do Vale São-franciscano localizadas mais ao Sul, com acumulados que podem superar os 100 mm até o início da próxima semana.

Na capital Salvador, os volumes esperados até o dia 10 de janeiro devem variar entre 50 e 120 mm. Também são esperadas chuvas neste mesmo quantitativo nas cidades mais próximas do trecho do rio São Francisco da divisa com Minas Gerais ate à cidade de Bom Jesus da Lapa.

Já em Vitória da Conquista, no Centro-Sul, os acumulados previstos estão entre 60 e 75 mm. Assim como em Guanambi, onde as previsões de momento apontam para chuvas de 55 mm a 80 mm. Nestas localidades, onde geralmente faz calor nesta época do ano, as previsões apontam também que as temperaturas deverão continuar amenas.

A região de Barreiras também deve registrar volumes de chuvas na casa de 80 mm, além de temperaturas máximas abaixo dos 30ºC. No Nordeste e Centro-Norte do estado, os volumes devem ficar na casa de 50 a 60 mm.

Veja a previsão para os próximos dez dias

As chuvas das últimas semanas de 2022 foram propícias a várias ocorrências e transtornos na região. O rio de Contas, por exemplo, subiu muito e causou enchentes em cidades como Jequié e Ipiaú

A última atualização sobre dados meteorológicos na região são da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec)

De acordo com a Defesa Civil, até o momento, 3.364 desabrigados, 31.253 desalojados e 252.901 outros afetados em decorrência dos efeitos diretos do desastre. Também foram registrados dez feridos e dois óbitos. O número total de atingidos chega a 287.530 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 118 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 103 estão com decreto de Situação de Emergência (SE), são eles: Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Aracatu, Arataca, Aurelino Leal, Baixa Grande, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barra do Rocha, Barro Preto, Belmonte, Belo Campo, Boa Nova, Brejões, Buerarema, Caatiba, Cachoeira, Caetanos, Canavieiras, Caravelas, Cardeal da Silva, Cícero Dantas, Coaraci, Contendas do Sincorá, Dário Meira, Encruzilhada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Firmino Alvez, Guaratinga, Ibicaraí, Ibicuí, Ibipeba, Ibirapitanga, Ibirapuã, Igaporã, Iguaí, Ilhéus, Inhambupe, Ipiaú, Irajuba, Itabuna, Itacaré, Itagibá, Itaju do Colônia, Itajuipe, Itamaraju, Itambé, Itanhém, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itapicuru, Itapitanga, Itaquara, Itarantim, Itororó, Ituaçu, Jequié, Jiquiriça, Jitaúna, Jucuruçu, Jussari, Lafaiete Coutinho, Maiquinique, Manoel Vitorino, Maracás, Marcionílio Souza, Mascote, Medeiros Neto, Miguel Calmom, Milagres, Mirante, Mutuípe, Nova Itarana, Nova Soure, Nova Viçosa, Olindina, Pau Brasil, Piripá, Planaltino, Planalto, Poções, Porto Seguro, Prado, Ribeira do Pombal, Ribeirão do Largo, Santa Cruz Cabrália, Santa Cruz da Vitória, Santa Luzia, São Félix, Tanhaçu, Teodoro Sampaio, Ubaitaba, Ubatã, Vereda, Vitória da Conquista, Wenceslau Guimarães, Tremedal, Lagedo do Tabocal e Conceição do Jacuípe.

Municípios afetados:

  1. Aiquara
  2. Alagoinhas
  3. Alcobaça
  4. Aracatu
  5. Arataca
  6. Aurelino Leal
  7. Baixa Grande
  8. Barra da Estiva
  9. Barra do Choça
  10. Barra do Rocha
  11. Barro Preto
  12. Belmonte
  13. Belo Campo
  14. Boa Nova
  15. Brejões
  16. Buerarema
  17. Caatiba
  18. Cachoeira
  19. Caetanos
  20. Canavieiras
  21. Caravelas
  22. Cardeal da Silva
  23. Cícero Dantas
  24. Coaraci
  25. Conceição do Jacuípe
  26. Contendas do Sincorá
  27. Dário Meira
  28. Encruzilhada
  29. Euclides da Cunha
  30. Eunápolis
  31. Fátima
  32. Firmino Alvez
  33. Guaratinga
  34. Ibicaraí
  35. Ibicuí
  36. Ibipeba
  37. Ibirapitanga
  38. Ibirapuã
  39. Igaporã
  40. Iguaí
  41. Ilhéus
  42. Inhambupe
  43. Ipiaú
  44. Irajuba
  45. Itabuna
  46. Itacaré
  47. Itagibá
  48. Itaju do Colônia
  49. Itajuipe
  50. Itamaraju
  51. Itambé
  52. Itanhém
  53. Itapé
  54. Itapebi
  55. Itapetinga
  56. Itapicuru
  57. Itapitanga
  58. Itaquara
  59. Itarantim
  60. Itororó
  61. Ituaçu
  62. Jequié
  63. Jiquiriça
  64. Jitaúna
  65. Jucuruçu
  66. Jussari
  67. Lafaiete Coutinho
  68. Lagedo do Tabocal
  69. Maiquinique
  70. Manoel Vitorino
  71. Maracás
  72. Marcionílio Souza
  73. Mascote
  74. Medeiros Neto
  75. Miguel Calmom
  76. Milagres
  77. Mirante
  78. Mutuípe
  79. Nova Itarana
  80. Nova Soure
  81. Nova Viçosa
  82. Olindina
  83. Pau Brasil
  84. Piripá
  85. Planaltino
  86. Planalto
  87. Poções
  88. Porto Seguro
  89. Prado
  90. Ribeira do Pombal
  91. Ribeirão do Largo
  92. Santa Cruz Cabrália
  93. Santa Cruz da Vitória
  94. Santa Luzia
  95. São Félix
  96. Tanhaçu
  97. Teodoro Sampaio
  98. Tremedal
  99. Ubaitaba
  100. Ubatã
  101. Vereda
  102. Vitória da Conquista
  103. Wenceslau Guimarães
  104. Almadina
  105. Catu
  106. Cipó
  107. Floresta Azul
  108. Gandú
  109. Guanambi
  110. Ibirataia
  111. Ibotirama
  112. Itaeté
  113. Itagi
  114. Juazeiro
  115. Maragojipe
  116. Santo Antônio de Jesus
  117. Sátiro Dias
  118. Teixeira de Freitas

Rodovias afetadas pelas chuvas

A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) registrou 51 ocorrências em rodovias baianas em decorrência das chuvas desde o mês de novembro. Desse total, 46 pontos já estão com o tráfego restabelecido, um trecho está com tráfego interrompido e quatro com o trânsito liberado em meia pista. A execução das intervenções também conta com o apoio dos Consórcios Intermunicipais de Infraestrutura.

Trechos com tráfego interrompido:

Médio Sudoeste da Bahia

BA-130: Maiquinique – Divisa BA/MG

1 – Um pontilhão no KM 730 na BA-130, que liga Maiquinique a divisa entre Bahia e Minas Gerais, cedeu por conta das fortes chuvas da última sexta-feira (23/12) na região do Médio Sudoeste baiano. O bueiro no ponto afetado já foi recomposto pela empresa responsável pela manutenção da rodovia. Os serviços de reparo na pista estão em andamento. O local está sinalizado, o tráfego de veículos permanece interrompido e tem a previsão de ser liberada nesta sexta-feira (30/12).

Trechos com tráfego em meia pista:

Médio Rio de Contas

Ponte sobre o Rio de Contas – BA-130: BR-330 – Distrito de Itajuru (Jequié)

1 – Uma erosão na cabeceira da ponte sobre o Rio de Contas, na BA-130, entre a BR-330 e o acesso ao distrito de Itajuru, em Jequié, foi registrada com as chuvas da madrugada da última segunda-feira (26/12). Uma inspeção foi realizada pela equipe técnica da Seinfra na terça-feira (27/12). Os serviços de recomposição da cabeceira estão sendo realizados pela empresa responsável pela manutenção da rodovia. A passagem de veículos está sendo feita em meia pista e tem a previsão de ser totalmente liberada ainda nesta sexta-feira (30/12).

Piemonte do Paraguaçu / Chapada Diamantina

BA-046: Ruy Barbosa – Utinga

2 – Um buraco na pista do km 28 da BA-046, entre Ruy Barbosa e Utinga, apareceu após as chuvas do último final de semana na região. Os serviços emergenciais no ponto afetado foram executados pela empresa responsável pela manutenção da rodovia na última segunda-feira (26/12). O local está sinalizado. A equipe técnica da Seinfra fará uma inspeção na próxima semana para verificar a situação e programar os reparos necessários. A passagem de veículos está em meia pista e o motorista deve trafegar com cuidado.

Bacia do Rio Corrente

Ponte na BA-582, que dá acesso à Canápolis

3 – Um dos aterros do encontro da ponte no acesso à Canápolis, na BA-582, cedeu por conta das chuvas da madrugada da última segunda-feira (26/12). A empresa responsável pela manutenção da rodovia está sinalizando o local afetado e iniciará os serviços emergenciais assim que melhorar as condições climáticas na região. A passagem de veículos se encontra em meia pista.

Extremo Sul

BR-489: Itamaraju – Prado

4 – Uma das cabeceiras da ponte localizada na área urbana de Itamaraju, no trecho para quem segue em direção à Prado, na BR-489, foi afetada por conta das chuvas na última sexta-feira (23/12). Os serviços emergenciais no encontro da ponte foram realizados. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) está no local para organizar o tráfego de veículos, que está em meia pista.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias