Anúncio

Em junho deste ano, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) comemorou a aprovação de sua primeira emenda após 25 aos de carreira política. Na última terça-feira (29), no entanto, o projeto foi vetado pela presidente Dilma Rousseff (PT).

vianorte post

A emenda do deputado previa que as urnas eletrônicas passassem a emitir uma espécie de recibo após o voto, para que os eleitores conferissem os resultados do pleito.

Dilma sancionou a Lei da Reforma Eleitoral, aprovada pelo Congresso, mas rejeitou sete itens, entre eles as doações de empresas a campanhas eleitorais e a proposta do deputado do PP.

ora

Anúncio

Deixe uma resposta