Anúncio

Brumado Urgente

A celeuma envolvendo o diretor do campus XX da UNEB – Universidade do Estado da Bahia, Campus XX, José Manuel Teixeira Castrillon teve na manhã desta quarta-feira (04) mais um desdobramento, desta feita de forma mais contundente e emblemática, já que o referido diretor foi afastado do cargo por decisão liminar judicial expedida por um juiz da Comarca da Fazenda Pública de Caetité.

vianorte post

Nesta manhã compareceu ao Campus XX da UNEB  um oficial de justiça para intimar o diretor José Manuel Teixeira Castrillon da decisão judicial de que o mesmo estava sendo afastado do cargo da direção da instituição. A decisão é referente a uma ação popular com pedido de liminar movida pelos advogados Eder Adriano Neves David, Euclides Pereira de Barros Filho e Naydson Leão Figueiredo, na qual listam-se os graves problemas que se deu causa e que pesam em desfavor do diretor: a não realização de curso de férias; a exoneração da secretária do colegiado de direito, sem reposição posterior, deixando o órgão deficiente; a ausência de reuniões de conselho de departamento; a eleição de coordenador do curso de direito; a não realização do vestibular para o Curso de Direito para ingresso em 2016; a não prestação de contas; a expulsão ilegal de um estudante de direito do campus, uma ação penal movida pelo um professor da casa por suposto crime de calúnia e interferência na comissão de sindicância nomeada pela reitoria para apurar possíveis problemas no campus.

Sketch Post

A reportagem do Brumado Urgente, logo após a intimação esteve na sede do campus e procurou ouvir o diretor, dando a ele o direito de prestar os esclarecimentos, mas, o mesmo somente se limitou a dizer que está sendo vítima de perseguição e que o ato era um desrespeito a Brumado. Seu advogado não permitiu que ele falasse mais sobre o caso, pois alegou que ele estava com a saúde abalada e que estava sendo encaminhado para o hospital para receber atendimento médico. Tentamos obter maiores informações sobre quem assumirá a direção do polo, mas não houve nenhum comunicado oficial, mas, ao que tudo indica, o vice-diretor deverá exercer o cargo interinamente até que a questão judicial tenha o seu trânsito em julgado, pois ainda cabe recurso por parte do diretor.

Anúncio

Deixe uma resposta