Anúncio

Do G1 Grande Minas

A 1ª Câmara Civel do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou em segunda instância o ex-prefeito de Montes Claros, Luiz Tadeu Leite, e o filho dele deputado estadual, Tadeu Martins Leite, por improbibade administrativa. Eles também tiveram o direito político cassado por cinco anos. A decisão foi públicada nessa sexta-feira (11).

Eles foram acusados pelo Ministério Público em 2010 por repasse ilegal a instituição que administrava o time de vôlei de Montes Claros. Na época, Luiz Tadeu Leite era prefeito da cidade e o filho era candidato a deputado. Os  dois foram denunciados por repasse ilegal do município e também por promoção pessoal de Tadeuzinho.

De acordo com o TJMG, eles recorreram da setença em primeira instância. Mas, apenas a multa de Luiz Tadeu Leite, que era de 50 vezes o salário que recebia como prefeito, foi reduzida. Ainda segundo o órgão, o valor será correspondente aos danos aos cofres públicos, que na época chegava a R$ 550 mil e agora é de aproximadamente R$ 1 milhão.

Luiz Tadeu Leite e Tadeu Martins Leite podem recorrer da decisão. Eles não foram encontrados para comentar o assunto.

Anúncio

Deixe uma resposta