Redação 96FM

Um levantamento do Instituto Datafolha, encomendado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra que a cada hora em 2016, 503 mulheres foram vítimas de agressão física no país — 4,4 milhões de brasileiras (9% do total das maiores de 16 anos).

Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 8, Dia Internacional da Mulher. Ainda segundo a pesquisa, o percentual aumenta para 29%, se contabilizadas as agressões verbais.

O estudo também mostra que, 9% das mulheres ouvidas afirmam que levaram chutes, empurrões ou batidas; 10% dizem ter sofrido ameaças de apanhar. Na pesquisa, 22% dizem ter sido insultadas e xingadas ou humilhadas (12 milhões) e 10% (5 milhões) ameaçada de violência física.

Além disso, há ainda casos relatados mais graves, como ameaças com facas ou armas de fogo (4%), lesão por algum objetivo atirado (4%) e espancamento ou tentativa de estrangulamento (3%).

“Somos uma sociedade em que a violência muitas vezes regula as relações íntimas, que aposta na violência como um mecanismo de resolução de conflitos. Por isso números tão altos de mulheres que sofrem violência física, porque isso faz parte do cotidiano e desde muito cedo”, lamenta Samira Bueno, diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública).

Foto: Agência Brasil

Dados de violência contra a mulher (Foto: Arte/G1)

 

Anúncio

Deixe uma resposta