Foto: Reprodução

Após não cumprir a determinação de uma sentença da 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) teve a quantia de R$ 10 milhões bloqueados de suas contas.

Na última segunda-feira (22), o o juiz Glauco Dainese de Campos atendeu ao pedido de cumprimento provisório de ação civil pública transitada em julgado, apresentado pelos promotores de Justiça Adriano Assis e Rita Tourinho. A sentença determinava a nomeação de 98 candidatos aprovados em concurso público e a demissão do mesmo número de contratados temporários.

O bloqueio da verba ocorrerá até que a presidência da Alba cumpra a determinação da justiça.

Anúncio

Deixe uma resposta