Reprodução

Com a popularidade em baixa, segundo Ibope batendo os 5% de aprovação e 72% de rejeição, Michel Temer e sua equipe de comunicação miram no público jovem para reverter este quadro.

Em uma entrevista para as redes sociais, o presidente comentou sobre suas preferências de entretenimento nas horas vagas. “Quando o senhor não está trabalhando, o que o senhor faz? O senhor gosta de maratona de série, ler livros, o que o senhor faz?”, perguntou a repórter do “Drops do Planalto”, iniciativa criada para divulgar as ações do governo na internet.

“Eu leio muito, mas vejo muitas séries. Você sabe que recentemente eu vi uma série sobre o [Donald] Trump, a vida do Trump, é interessante, quatro capítulos. Assim como aquele A Casa de Papel, né…”, revelou o emedebista. “E [vejo] outras séries ao longo do tempo. A Segunda Guerra Mundial, por exemplo, tem um documentário maravilhoso. Informativo, é bom, vale a pena olhar. Mesmo porque você fica tendo contato com fatos reais, vendo uma série, que é uma coisa que eu vejo muito. E eu leio muito, eu leio muito”, explicou Temer.

Para finalizar, a repórter pede que o presidente mande uma mensagem direta ao público jovem: “Otimismo, otimismo especialmente da juventude. Nós dependemos muito da juventude. Eu estou dizendo uma coisa que é muito óbvia, mas é verdadeira. Quando eu era muito jovem eu acreditava muito no futuro. Eu quero que vocês acreditem no futuro, especialmente no futuro do Brasil, porque o Brasil depende de vocês”, declara Michel Temer.

 

Anúncio

Deixe uma resposta