Reprodução

O município de Candiba registrou nesta terça-feira (2) mais dois novos casos de Covid-19, por meio de teste rápido. A confirmação foi divulgada no Boletim epidemiológico da Secretária de Saúde da cidade.

Os casos ocorreram após 14 dias sem novos registros de confirmação da doença. Os dois são do distrito de Pilões, marido e esposa, com idades entre 30 e 39 anos. Segundo a Secretaria de saúde, no momento, os pacientes já melhoraram os sintomas.

O primeiro caso registrado foi contabilizado no dia 18 de maio. O paciente que testou positivo à época foi um funcionário da empresa de obras da rede de transmissão de energia – Planova, residente no distrito de Pilões que já está curado.

O exame foi realizado por meio de teste rápido, após o secretário da saúde de Candiba, Noelio de Souza, receber uma comunicação do secretário de saúde de Guanambi que umas pessoas teriam abandonado o alojamento da empresa onde estavam em quarentena, sendo uma dessas pessoas de Candiba.

De acordo com Souza, essa pessoa não fugiu, mas voltou para sua residência, após testar negativo no teste rápido realizado pela empresa, no dia 14 de maio. “Essa pessoa reside em Pilões e faz um trabalho na Planova, como motorista e não estava no alojamento, mas teve contato com essas pessoas”.

Ainda conforme o secretário de Candiba, no dia 18 de maio, ele decidiu realizar o teste rápido, novamente em Candiba e essa coleta testou positivo para Covid-19, em duas testagem.

Segundo o Boletim Epidemiológico, atualizado nesta terça-feira (2), são 41 casos notificados da doença no município, 38 descartados e um recuperado. Além disso, 48 casos suspeitos estão sendo monitorados.

Obras de energia

Os principais surtos de contaminação pelo coronavírus na região ocorreram em trabalhadores de empresas de obras de energia elétrica, que passaram a testar seus trabalhadores. O primeiro caso foi descoberto em Urandi, no dia 11 de maio, após um funcionário da empresa responsável pela construção de uma linha de transmissão apresentar sintomas e testar positivo.

Este trabalhador esteve alojado em Guanambi, onde 13 trabalhadores testaram positivo em 15 de maio, chegando ao total de 33 contaminados até o último sábado. Em Urandi, mais de 50 trabalhadores testaram positivo e o vírus chegou à população. O total de casos no município chegou a 73 nesta segunda-feira, quando foi confirmado o segundo óbito.

Nesta segunda-feira, 15 trabalhadores de uma outra empresa que atua na construção de outra linha de transmissão em Palmas de Monte Alto foram testados positivo para o coronavírus.

Também na segunda-feira, 13 trabalhadores das empresas responsáveis por construções de parques eólicos em Pindaí foram testados positivo para a doença.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui