25.6 C
Guanambi
20.6 C
Vitória da Conquista

Sem condições de pouso em Guanambi, avião voou em círculos e voltou para Belo Horizonte

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

O temporal que atingiu Guanambi na tarde deste sábado (24) impediu o pouso do avião ATR-72 da Azul Linhas Aéreas, vindo do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins. Depois de voar em círculos antes de se aproximar da cidade na espera por um momento de melhora no tempo, o comandante da aeronave tomou a decisão de voltar para a capital mineira.

O voo 4136 decolou às 13h19 e tinha previsão de pouso na cidade baiana às 15h. Como as condições não melhoraram, a avião foi desviado de volta à origem. Por esta razão, o voo 4137 no trecho inverso foi cancelado.

Às 16h56, ele pousou com segurança em Belo Horizonte. Um novo voo deve ser remarcado para a manhã deste domingo. O voo da tarde também está mantido. Ao todo, foram 3h36 minutos voando. (Veja como foi o voo)

Pouco antes da chuva, por volta das 13h30, o avião Grand Caravan da Azul Conecta pousou vindo de Salvador e não chegou a decolar para Belo Horizonte devido às condições climáticas. Pouco antes das 15h, o tempo ficou completamente fechado e foram registrados muitos raios e trovões.

O voo que viria de Montes Claros e partiria para Salvador neste domingo (25) foram cancelados. A aeronave permanece no aeroporto de Guanambi e deve decolar para Jundaí nas primeiras horas da manhã.

A chuva registrada em Guanambi na tarde deste sábado foi a primeira depois de 160 dias de estiagem. Um pluviômetro do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), localizado em uma fazenda às margens da BR-030, na saída para o município de Palmas de Monte Alto, registrou acumulado de chuva de 60 mm.

Já o pluviômetro da Agência Sertão, localizado no Centro da Cidade, registrou chuva de 25 mm.

Um ano de operação

A Azul completou um ano de operação em Guanambi na última terça-feira (20). No dia do aniversário da rota, o voo foi teve que voltar para o aeroporto 20 minutos após a decolagem em Confins. Após passar por uma turbulência, o avião apresentou um barulho incomum na cabine e a viagem foi suspensa. Minutos depois, o avião pousou com segurança e o voo foi remarcado para a manhã do dia seguinte.

Ao todo, foram quase 600 pousos e decolagens realizados pela companhia no Aeroporto de Guanambi.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias