21 C
Guanambi
17.5 C
Vitória da Conquista

Temporais causaram alagamentos em Vitória da Conquista e distritos

Acumulado chegou a 80 mm na madrugada desta segunda-feira. No domingo, várias localidades rurais foram atingidas pelas chuvas fortes.

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Choveu de maneira intensa em Vitória da Conquista pela primeira vez nesta primavera. Na tarde de domingo (27), a chuva forte atingiu várias localidades rurais, Já na madrugada desta segunda-feira (28), a água caiu em quantidade bastante expressiva em todas a cidade.

Toda esta chuva causou muitos transtornos. Várias regiões tiveram registros de alagamentos e em alguns locais a água chegou a invadir residências. Em localidades com vias não pavimentadas e sem sistema de drenagem, moradores ficaram praticamente ilhados em suas casas.

A chuva começou pouco antes das 3h da madrugada e se estendeu de forma constante até por volta de 7h da manhã. Ainda há previsão de bastante chuva na cidade para os próximos, podendo se estender pelo fim de novembro e continuar pelo menos durante toda a primeira semana de dezembro.

De acordo com os dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas para Desastres Naturais (Cemaden), o maior registro de chuva ocorreu no pluviômetro localizado no Centro da cidade, 80 mm no total.

Nos bairros Recreio e Bacelar, o volume foi de 70 mm. Já no Lomantão choveu 62 mm e no Patagônia o volume acumulado foi de 54 mm.

A estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), localizada no Campus da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), registrou acumulado de 60 mm.

Logo pela manhã, a prefeita Sheila Lemos (DEM) editou um decreto criando um comitê de gerenciamento de crise para enfrentamento dos efeitos da chuva.

Veja a previsão para Vitória da Conquista nos próximos dez dias

Alerta

O Cemaden emitiu um alerta no início da manhã desta segunda-feira para áreas de risco de deslisamento de terras nos bairro Recreio, Alto da Boa Vista e Recando das Águas.

As áreas em questão são monitoradas pelo órgão e podem representar perigo para cerca de 135 pessoas em 34 moradias, construídas no topo de morros.

O Cemaden ressaltou que a previsão meteorológica indica continuidade de chuva de intensidade moderada a forte ao longo do dia.

Veja o alerta

Distritos

Durante o domingo (27), a chuva forte castigou o distrito de São João da Vitória, também conhecido como Batuque. De acordo com a Prefeitura de Vitória da Conquista, o volume de chuvas registrado na localidade foi de mais de 100 mm. Além disso, uma obra irregular de drenagem em um terreno particular teria feito com que a enxurrada invadisse várias casas.

Ainda no domingo, equipes da prefeitura, por meio da Defesa Civil e de representantes das secretarias municipais de Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Rural, Infraestrutura Urbana, Deserg e Gabinete Civil, realizaram vistorias em diversas localidades da zona rural.

Representantes da Defesa Civil e das secretarias municipais de Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Rural, Infraestrutura Urbana, além do Deserg e Gabinete Civil vistoriam áreas em São João da Vitória

De acordo com o comunicado emitido pela prefeitura, apesar do alagamento em algumas áreas, as equipes não registraram situação de risco para as famílias.

Em São João da Vitórias, as visitas de técnicos da Defesa Civil, da Infraestrutura e de Desenvolvimento Social ocorreram nas casas atingidas pela enxurrada proveniente da obra de drenagem. Foi realizado um cadastro dos estragos e perdas das famílias visando organizar as ações de ajuda.

Também foi realizado monitoramento no distrito de Inhobim, principalmente na comunidade remanescente de quilombola Barreiro, onde várias famílias ficaram ilhadas no ano passado com a cheia do rio Pardo.

Em Iguá, ações preventivas começam a ser executadas nesta segunda-feira (28). Na barragem do povoado do Tesoureiro, por exemplo, serviços serão realizados para aumentar a vazão das águas. “Essa barragem rompeu com as chuvas do ano passado e justamente por isso vamos aumentar a drenagem e evitar problemas futuros”, concluiu Lucas.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias