Anúncio

Considerado uma das jóias das categorias de base do Clube Atlético Mineiro, Antônio Fialho de Carvalho Neto, aos 16 anos já treina entre os profissionais do clube que luta por uma vaga na Copa Libertadores da América de 2019. Nascido em Guanambi, criado no distrito de Ceraíma, o volante foi destaque na edição desta terça-feira (13) do Jornal Superesportes, um dos principais noticiários esportivos de Minas Gerais. Apesar da rápida acensão do jogador, cautela é a palavra chave para não causar deslumbramento e atrapalhar a promissora carreira do jogar

O Atlético é o sexto colocado no Campeonato Brasileiro, posição que garante classificação para a Libertadores, no entanto vê sua posição ameaçada na tabela após uma sequência de resultados negativos. Para a partida desta quarta-feira (14), válida pela 34ª rodada, o técnico Levy Culpi não vai contar com o volante titular Adilson que está suspenso por acúmulo de três cartões amarelos. Outras opções para o setor, Gustavo Blanco e José Welison seguem recuperação de problemas físicos. Sobra para vaga Matheus Galdezani de 26 anos, e Neto também surge como opção.

Levy Culpi não poupou elogios ao jovem jogador. “Eu gostei do Neto, já observei. Ele já está conosco. Ele é muito esperto, muito bom fisicamente, aperta muito rápido. É um jogador com boas qualidades, boas características. Tomara que ele se adapte rápido. Se ele se adaptar rapidamente, vai jogar rapidamente também. Não tem essa de esperar para colocar. Lembra do Jemerson (zagueiro que atualmente defende o Monaco, da França)? O Jemerson entrou numa decisão contra um time argentino (Lanús, na final da Recopa Sul-Americana de 2014). Se tiver qualidade, não tem problema não”, analisou o treinador após o empate do último domingo (11) contra o Palmeiras.

O ex-atacante Marques, que atualmente acumula as funções de coordenador da base e de diretor de futebol interino do profissional, também falou sobre Neto.”O Neto é um atleta com idade juvenil, com 16 anos recém-completados. A gente vê muito potencial nele. Nesse primeiro momento, subiu para o profissional para adquirir um pouco mais de maturidade convivendo com os profissionais. Esta é uma ideia que temos: de que não seja uma surpresa para os garotos conviverem com os profissionais. O garoto tem que estar preparado e com convivência com os profissionais para a coisa fluir quando tiver oportunidade”, comenta.

Marques prega cautela e acredita que a convivência com os profissionais fará o jogador evoluir bastante na carreira. “Vamos passo a passo com ele, com bastante calma, para que ele tenha um trabalho integrado, para ele ter oportunidade no momento certo. Num primeiro momento é importante isso. Trabalhamos dentro de um processo normal. Não é o momento de vangloriar. Vai evoluindo a cada dia, a cada treinamento. Tenho sempre falado para ele aproveitar cada momento nesse período com profissionais, para crescer como atleta”, disse.

Os pais e os irmãos de Neto se mudaram para Vespasiano, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte onde fica a Cidade do Galo, para acompanharem o desenvolvimento do garoto de perto. Em Guanambi, imprensa e família tem grandes expectativas e muita torcida pelo futuro promissor de Neto.

Neto tem sido constantemente convocado para a Seleção Brasileira Sub-17, recentemente disputou um torneio amistoso na Inglaterra. No próximo domingo (18) ele se apresenta na Granja Comary em Teresópolis para dois amistosos contra a seleção da Argentina e no dia 23 embarca para os Estados Unidos para disputar o torneio Nike Friendlies, em Lakewood Ranch, na Flórida.

Embora jogue em uma posição defensiva, Neto se destaca também pelo poder ofensivo. Em 63 partidas disputadas pelas categorias de base do Clube, ele marcou 30 gols, média de 0,47 gols por partida.

Veja a matéria completa do Superesportes

Anúncio

Deixe uma resposta