Geovane Santos | Agência Sertão
Anúncio

Mais de 300 atletas foram as ruas na manhã deste domingo (25) para disputarem a 2ª edição da Corrida de Rua UniFG. O entretenimento é promovido pelo Centro Universitário – UniFG e vem se tornando tradição na cidade de Guanambi. Competidores profissionais e amadores se concentraram em frente ao campus da instituição para a largada, com percursos de 5km e 10km e chegada na Praça do Feijão, no centro de Guanambi.

A inscrição foi solidária, assim como na edição anterior. Os participantes entregaram 5kg de alimentos não perecíveis, no ato de retirada do kit de corrida, às vésperas da competição. Os alimentos arrecadados serão doados a instituições que desenvolvem trabalhos sociais em Guanambi. Além disso, a corrida tem como objetivo promover e incentivar a prática desportiva, de forma a sociabilizar e democratizar esta modalidade junto à população do município e região.

Para o presidente do Centro de Ensino Superior de Guanambi (CESG), Felipe Duarte, a UniFG está comprometida no fomento do esporte e cultura para integrar toda a sociedade guanambiense, regional, além de atravessar as fronteiras de outros estados. “O grande lance dessa corrida é a possibilidade de misturar o atleta profissional, o amador, aquele que está com sobrepeso, o cadeirante, enfim integrar toda uma sociedade. Eu fico extremamente feliz, é um dos eventos mais importantes que a nossa instituição promove e eu acho que o resultado é muito positivo e a perspectiva é aumentar o porte desse evento”, comemora.

Segundo Georgheton Nogueira, reitor da UniFG, o evento faz parte do tripé – ensino, pesquisa e extensão, processo fundamental na construção de um conhecimento de qualidade na educação superior. “Esse é um evento que faz parte da política de promoção do esporte da instituição. A UniFG é uma instituição que entende o desenvolvimento da sociedade em sua integralidade e procura desenvolver referências no campo da educação, do ensino, da extensão, da pesquisa, da interlocução da comunidade, das políticas de cultura e também no desenvolvimento do esporte”.

Apesar do enfoque principal ser na integração, o evento atrai atletas que vem despontando no cenário nacional. Os primeiros a cruzarem a linha de chegada receberam premiações. A premiação para o primeiro colocado de cada categoria foi um troféu, bem como um prêmio em dinheiro para os 1º, 2º e 3º colocados dos dois percursos, valores que chegaram a R$ 1 mil em dinheiro.

O paratleta, José Batista, 57 anos, mais conhecido como  Zequinha, de Vitória da Conquista é tricampeão baiano de atletismo, ele foi o mais rápido do percurso de 5Km em sua categoria e conquistou o bicampeonato da prova, com o tempo de 00:19:44.”O esporte vem para melhorar o estilo de vida da pessoa. o esporte é vida, o esporte é saúde e mais uma vez a UniFG está de parabéns por colocar sempre a categoria cadeirante. Os cadeirantes da cidade deveriam vir, prestigiar para ter um incentivo e participarem do esporte”.

Zequinha está a 11 anos competindo e, segundo ele, foi o incentivador do amigo Agnaldo de Oliveira, segundo colocado na competição. “O meu colega aqui compete há 7 anos e o quadro da lesão dele melhorou 80% após as competições. Eu sempre incentivo os cadeirantes a participarem”, pontua.

As categorias que participaram da competição foram – Cadeirante, PcD (Pessoas com deficiência), Feminino: Sub 35 (18 a 34 anos), Sub 40 (35 a 39 anos) e Master (acima de 40 anos) e Masculino: Sub 35 (18 a 34 anos), Sub 40 (35 a 39 anos) e Master (acima de 40 anos), nos percursos de 5 Km e 10 Km.

Na prova de 10 Km masculino, o 1º colocado foi Antônio Carlos Borges, com o tempo de 00:31:17. A primeira a cruzar a linha de chegada nos 10 Km feminino foi Mag Amaral, com o tempo 00:34:49. Já na prova de 5 Km masculino, o campeão foi Benedito Pinheiro dos Santos, com o tempo de 00:16:36 e a mais rápida dos 5 Km feminino foi Olivia Siva da Fonseca, com o tempo de 00:20:50.

O resultado completo será disponibilizado na página da Corrida de Rua UniFG

Anúncio

Deixe uma resposta