Anúncio

As empresas dos setores de telefonia, móveis, e eletrodomésticos lideram as queixas de consumidores na Bahia, de acordo com levantamento da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-BA) divulgado nesta quarta-feira (15). O Cadastro de Reclamações Fundamentadas do órgão reúne uma lista de 30 empresas com maior número de reclamações. Entre elas está a Embasa, Casas Bahia e a administradora de cartões À Vista. A lista completa será estará disponível no site da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, ligado a superintendência.

As Casas Bahia receberam a maioria das reclamações sobre produtos, com 621 processos abertos por clientes insatisfeitos no ano de 2016. O número é 30% maior do que em 2015. A companhia afirma que o número levantado pelo Procon é grande, pois soma todas as empresas da rede que incluem também as lojas Ponto Frio e as vendas pelos sites. A empresa diz ainda que isso não reflete as práticas de atendimento da rede.

A vendedora Janiere Pedra foi uma das pessoas insatisfeitas com as Casas Bahia. A máquina de lavar que ela comprou deu defeito e só depois de dois meses recebeu retorno da assistência técnica.

Ela agora aguarda a Casas Bahia entregarem uma nova lavadora. “Me deram até o dia 10 de abril para mandar outra lavadora para mim. Se não mandarem, a queixa está registrada (no Procon)”, diz.

Já a Embasa recebeu no ano passado 728 queixas em processos. A companhia disse que vem investindo na aproximação com o consumidor e que criou uma equipe interna de atendimento ao usuário para receber reclamações e resolver todo tipo de queixa.

Veja mais e assista a reportagem no G1

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui